Header Ads Widget

header ads

Operação contra pirataria no Recife apreende 12 toneladas de produtos avaliadas em R$ 10 milhões

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Focos da operação foram grandes importadores e distribuidores de acessórios contrafeitos no Estado

Uma operação contra a pirataria no Centro do Recife, deflagrada na manhã desta quinta-feira (5), apreendeu 12 toneladas de roupas e acessórios falsificados.                                                                                  De acordo com a Receita Federal, as apreensões da Operação Castelo de Areia são da ordem de R$ 10 milhões. A ação foi desencadeada em parceria com a Secretaria da Fazenda de Pernambuco (Sefaz-PE) e a Polícia Civil do Estado. 

Os focos da operação foram grandes importadores e distribuidores de acessórios contrafeitos no Estado, segundo a Receita.

A operação investiga a prática de crimes contra a ordem tributária, do consumidor, crimes contra as relações de consumo, receptação qualificada, fraude no comércio, concorrência desleal e crimes contra marca e patente. 

Os fiscais visitaram 24 alvos distribuídos em duas galerias no Centro do Recife, além de alguns depósitos situados na Região Metropolitana e a residência de um dos investigados. Foram cumpridos também cinco mandados de busca e apreensão domiciliar expedidos pela 18ª Vara Criminal da Comarca do Recife.

Participaram da operação 21 servidores da Receita Federal, 20 da Sefaz-PE e 30 policiais civis. Prestaram apoio representantes do Instituto de Criminalística e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU).

A apreensão de mercadorias pela Receita Federal, segundo o órgão, protege a economia nacional e a saúde dos brasileiros contra práticas ilegais de comércio, que atentam contra o desenvolvimento e o bem comum. 

Mais detalhes sobre a Operação Castelo de Areia serão repassados em coletiva de imprensa, nesta sexta-feira (6), no Recife.   

Postar um comentário

0 Comentários