Header Ads Widget

header ads

Fiscalização interrompe show com mais de 800 pessoas na Zona Norte do Recife

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Casa de pagode onde ocorria o evento foi interditada por tempo indeterminado

Um show com mais de 800 pessoas foi interrompido, na noite desse domingo (22), pela fiscalização do Procon-PE, na avenida Beberibe, no Fundão, Zona Norte do Recife.                                                                      De acordo com o órgão, o Pagode da Pressão, estabelecimento onde ocorria o evento foi autuado e interditado por tempo indeterminado. 

A maioria das pessoas presentes no local não usava máscara de proteção contra a Covid-19 e não praticava o distanciamento social. O Procon-PE havia visitado a casa no sábado (21) por não cumprimento correto da distância entre mesas e consumidores.

Grandes aglomerações como a flagrada no Pagode da Pressão estão proibidas em Pernambuco por causa da pandemia de Covid-19. Shows também estão vedados, segundo decreto. Na semana passada, o Estado anunciou o lançamento de protocolos para a retomada de grandes eventos, que preveem esquema vacinal completo ou teste negativo para o coronavírus. 

“Temos falado tanto sobre não aglomerar pela saúde de todos, mas as pessoas ainda insistem em desacatar as medidas. Toda essa falta de respeito pode colocar todos em risco e os estabelecimentos que não se adequarem serão punidos”, alertou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

A fiscalização em todo o final de semana ocorreu em conjunto com a Apevisa, Procon Recife, Guarda Municipal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Brigada Militar e Dircon.

Balanço do fim de semana
Na sexta-feira (20), O Teimoso Esporte Club, na Bomba do Hemetério, Zona Norte do Recife, foi autuado e interditado. No local, que estava funcionando como bar, muitos estavam aglomerando e não usavam máscara. 

Já no sábado (21), o Boteco Empório da Cerveja, localizado no bairro do Arruda, também na Zona Norte, foi autuado por não ter o distanciamento correto das mesas e por consumidores estarem circulando sem máscara.

De janeiro até agora, o Procon-PE já fiscalizou mais de 1.630 estabelecimentos. Deste número, 382 foram autuados e 102 foram interditados.   

Postar um comentário

0 Comentários