Header Ads Widget

header ads

Tiroteios deixam 14 mortos em Chicago no fim de semana do 4 de Julho

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Ao todo, 88 pessoas foram baleadas

Os Estados Unidos celebraram seu Dia da Independência com desfiles, churrascos e fogos de artifício, mas em Chicago 88 pessoas foram baleadas, 14 delas fatalmente.                                                                      A violência no fim de semana do feriado se deu após uma maior atenção da mídia e da polícia para o problema da violência, que tem atormentado Chicago, terceira cidade do país a superar os 774 assassinatos registrados em 2020, segundo ano mais com mais vítimas fatais das últimas duas décadas, ultrapassando Nova York e Los Angeles juntas.

Finais de semana festivos tendem a ser especialmente letais em Chicago, portanto autoridades municipais em 2 de julho questionaram, em um evento sem precedentes, o superintendente de polícia David Brown por seis horas sobre as estratégias policiais para conter a violência. Apesar dessa reunião, foram baleadas 10 pessoas a mais do que no fim de semana anterior, quando 78 vítimas de tiros, 10 delas fatais, foram registradas em toda a cidade.

No ano passado, 87 pessoas foram baleadas em Chicago, das quais 17 morreram, em um período de quatro dias que incluiu o feriado de 4 de Julho. Foi um dia a mais do que este ano, então a violência armada desta vez foi pior.

Em todo o país, houve mais de 400 tiroteios neste fim de semana prolongado, e pelo menos 150 pessoas foram mortas, de acordo com dados compilados pelo Gun Violence Archive.

Entre os 88 baleados no feriado em Chicago estavam cinco crianças. Dois policiais também foram vítimas de tiros nesta segunda-feira, enquanto tentavam dispersar uma multidão no West Side. Suas vidas não estão em perigo.  

Postar um comentário

0 Comentários