Header Ads Widget

header ads

Detentos de Pernambuco recebem menção honrosa na 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: O Estado ocupou o primeiro lugar do Norte e Nordeste em número de PPLs matriculadas na educação básica em 2020

“Sempre gostei de estudar e me dediquei bastante, eu não fiz essa prova de qualquer jeito, fiz pensando que poderia me ajudar no futuro”. Essas são palavras de Eric Ricardo da Silva, 25 anos, que fez a 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), em 2019, e recebeu menção honrosa.                                                                              Eric prestou o exame quando estava preso na Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra, no município de Limoeiro, no Agreste do Estado. Ele estudava na Escola Estadual Paulo Freire, instalada dentro da unidade prisional. 

Nestes últimos dois anos, ele progrediu do regime fechado para o semiaberto e está atualmente no Centro de Ressocialização do Agreste (CRA), em Canhotinho, também no Agreste.

Além de Eric, outro reeducando, que não faz mais parte do sistema prisional, também foi agraciado com o certificado. Ele estudou na Escola Estadual Monsenhor Adelmar da Mota Valença, localizada no CRA, em Canhotinho, como divulgou a Secretaria Executiva de Ressocialização, nesta quarta-feira (28). Esse 

Eric se inscreveu para estudar o 1º ano do ensino médio no CRA e pretende continuar estudando.

O secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, fala da importância do estudo para os presos.

“Em algum momento, essas pessoas voltarão ao convívio social e a educação é uma grande aliada no processo de reinserção social”, destacou.

Pernambuco ocupou o primeiro lugar do Norte e Nordeste em número de pessoas privadas de liberdade (PPLs) matriculadas na educação básica em 2020, 4.640 matrículas. Das 23 unidades prisionais, 21 têm escolas e em todas elas têm bibliotecas. Todas as unidades prisionais têm salas de leitura destinadas às PPLs, inclusive nas cadeias femininas de Petrolina, Verdejante e Goiana.   

A Obmep é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras promovida com recursos do Ministério da Educação e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Em razão da pandemia de Covid-19, a versão 2020 da olimpíada está sendo realizada este ano. Criada em 2005, a OBMEP visa estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área.


   

Postar um comentário

0 Comentários