Header Ads Widget

header ads

Chuva se espalha no fim de semana; veja o que diz a meteorologia

 Segundo o site https://www.canalrural.com.br: De acordo com a previsão do tempo, pode chover de forma volumosa em alguns pontos, causando alagamentos e transtornos

                                                    Sul

Uma frente fria na costa e um sistema de baixa pressão atmosférica favorecem pancadas de chuva em grande parte da região. Então, no nordeste gaúcho, serra geral e sul catarinense, incluindo a região das capitais, o dia será mais fechado, com muitas nuvens e chuvas a qualquer momento. As outras áreas do Sul recebem pancadas especialmente no período da tarde, de forma mais isolada e passageira.

Apenas na Campanha gaúcha e na fronteira com o Uruguai é que o tempo fica firme o dia todo, de acordo com a previsão. Isso por conta do rápido avanço de mais uma região de alta pressão.

Sudeste

A chuva ocorre, principalmente, no estado de São Paulo, no Triângulo Mineiro e no sul de Minas Gerais. A precipitação é organizada por uma área de baixa pressão atmosférica na costa paulista e da aproximação de uma nova frente fria vinda do Sul. Já os ventos úmidos do mar deixam o tempo fechado em boa parte do Espírito Santo e norte fluminense, com chuva que ocorre a qualquer hora do dia. Há potencial para alagamentos pontuais, eventualmente.

Por outro lado, tempo firme e grande amplitude térmica entre o Rio de Janeiro e maior parte de Minas Gerais. As temperaturas ficam elevadas no sábado, e no interior dos estados a sensação será de tempo abafado no período da tarde. Por fim, ventos sopram moderados na costa fluminense.

Centro-Oeste

A chuva segue se espalhando pela região. Há risco de temporais muito isolados, por causa da atuação de áreas de instabilidade em diferentes níveis da atmosfera, que permitem a formação de nuvens mais carregadas após uma tarde quente. No Distrito Federal e em toda a faixa leste de Goiás, o tempo segue firme, seco e sem chuva.

As temperaturas ficam elevadas, especialmente no interior de Mato Grosso do Sul.

Nordeste

A chuva segue volumosa na região, principalmente na faixa leste entre Sergipe e Alagoas. Atenção ao risco de transtornos, como deslizamentos de terra nas áreas de risco, por causa do solo já bastante encharcado de dias anteriores.

Entre o Maranhão, Ceará e Piauí a chuva também segue volumosa, por conta da atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

Por outro lado, o tempo segue seco, ensolarado e quente no interior da Bahia e no sul do Piauí.

Norte

A chuva mais volumosa ocorre no Pará e no leste do Amapá, organizadas por instabilidades associadas à Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

Os outros estados seguem com tempo instável, mas a chuva não traz grandes volumes acumulados. Mais uma vez não chove no sudeste de Tocantins.

As temperaturas, em todo o Norte, ficam elevadas no período da tarde, mesmo onde há previsão para chuva.

Previsão do tempo para domingo, 18

Sul

Grande parte do oeste da região volta a ter tempo firme por causa do avanço de uma massa de ar mais seco. Porém, com a presença de uma frente fria e um ciclone extratropical no oceano, o tempo fica instável e com chuva até o final do dia.

Em boa parte das áreas do norte e centro do Paraná, centro catarinense e nordeste gaúcho a chuva é muito isolada e com baixo acumulado. Apenas entre o leste de Santa Catarina e o Paraná é que pode chover a qualquer hora e com acumulados mais expressivos. Por fim, ventos sopram moderados no Sul.

Sudeste

Uma frente fria que avança devagar pela costa do Sul em direção ao Sudeste, já provoca chuva forte e temporais isolados pelo sul do estado de São Paulo, inclusive com tempo mais fechado e com ventos moderados. A chuva em forma de pancadas mais passageiras, porém, com trovoadas, se espalha no restante de São Paulo, oeste e sul de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Somente numa área entre o centro e o norte mineiro é que o tempo continua bastante firme, a exemplo de dias anteriores.

Centro-Oeste

O sol aparece em todos os estados em parte do dia, mas ainda tem instabilidades atuando no Brasil central e por isso as nuvens carregadas ganham força entre a tarde e à noite. Pode chover em todos os estados, de maneira bem isolada e com baixos acumulados, inclusive em áreas que estavam com tempo firme como Brasília. Antes da chuva, a sensação será de tempo bem abafado.

Nordeste

A chuva segue bem espalhada pelo Nordeste e, inclusive, volta a chover de maneira isolada no interior da Bahia. Os maiores acumulados ainda ocorrem na área costeira da região.

Como o solo segue muito encharcado devido às chuvas anteriores, o risco para deslizamentos e alagamentos segue alto, especialmente no litoral de Pernambuco, de Sergipe e do Rio Grande do Norte.

Somente numa pequena área do centro-sul da Bahia é que o tempo fica firme.

Norte

A chuva ocorre em forma de pancadas em todos os estados, com maior destaque para o Amapá e Pará que recebem maior influência da ZCIT. No Amazonas a chuva mais forte é provocada pela Alta da Bolívia (uma circulação de ventos no alto da atmosfera no sentido anti- horário), gerando temporais inclusive na capital Manaus.

Postar um comentário

0 Comentários