Header Ads Widget

header ads

No Rio Grande do Norte, praia de Pipa tem aglomeração durante o Carnaval

 Segundo o site https://portaldeprefeitura.com.br: Grande parte das pessoas não usavam máscara de proteção, item indispensável neste período de pandemia de Covid-19.

Mesmo sem festas de Carnaval por conta da pandemia do novo coronavírus a praia de Pipa, no Rio Grande do Norte, registrou aglomerações no último sábado, 13 de fevereiro. O balneário, distrito do município de Tibau do Sul, contou com ruas estreitas cheias de turistas que aproveitaram a folga da festa para curtir as praias da região.

O conhecimento do caso se deu depois que vídeos publicados nas redes sociais mostraram moradores e turistas aglomerados. Grande parte do público não usava máscara de proteção, item indispensável neste período de pandemia de Covid-19.

A Prefeitura de Tibau do Sul informou pelas redes sociais que agentes da vigilância sanitária estão fiscalizando e orientando as equipes de estabelecimentos comerciais para cumprir os protocolos de segurança contra o novo coronavírus.                                                                                                                                                              “Em geral, fazemos apenas um trabalho de orientação. Atuamos de forma mais enérgica apenas em situações que tendem a fugir dos parâmetros de segurança e civilidade”, declarou o tenente-coronel Eduardo Franco, chefe do setor de comunicação da PM-RN.

Leia também:
>>>Itamaracá proíbe equipamentos de som e ônibus de turistas durante o período de Carnaval

Suspensão do ponto facultativo do Carnaval em Pernambuco

Comitê de Enfrentamento à Covid-19 em Pernambuco anunciou, em coletiva online, que não haverá ponto facultativo para os servidores públicos nos dias em previstos para acontecer o Carnaval de 2021 – entre 13 e 17 de fevereiro. A decisão foi tomada para frear as aglomerações naquele período, um dos mais importantes do calendário estadual, evitando a ampliação do contágio pela Covid-19 e o consequente aumento de casos da doença no Estado. As festividades deste ano já haviam sido canceladas desde dezembro passado, com base no atual momento epidemiológico em Pernambuco.

“A segunda e a terça-feira, que sempre foram ponto facultativo, não serão este ano. Os servidores públicos vão trabalhar normalmente. Na próxima semana, iremos anunciar um projeto de lei com auxílio financeiro para os artistas, que não poderão realizar suas atividades no período carnavalesco”, enfatizou o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, durante a coletiva.

Logo após a decisão ser divulgada, o secretário estadual de Saúde, André Longo, detalhou os indicadores da doença nas últimas semanas epidemiológicas, alertando que não há, atualmente, indicativo de redução do contágio. 


Postar um comentário

0 Comentários