Header Ads Widget

header ads

Mulher é estuprada duas vezes na mesma noite em Uberaba

 Segundo o site https://www.em.com.br: Vítima contou à PM que fez uso de Alprazolam e bebida alcoólica antes de sofrer a sequência de abusos; polícia tenta identificar os suspeitos

Após consumir bebidas alcoólicas e brigar com o namorado, uma mulher de 36 anos foi para residência de um amigo, mas, algumas horas depois, acabou sendo estuprada por dois homens, em diferentes situações e em dois locais distintos. A Polícia Militar (PM) busca identificar os suspeitos. 

 
A vítima contou também à PM que, antes de ser abusada sexualmente pelos dois homens, fez uso do medicamento controlado e tarja preta Alprazolam, usado para transtornos de ansiedade, e também de bebida alcoólica.                                                          O crime aconteceu na madrugada deste domingo (01/02) em Uberaba, no Bairro Serra do Sol, sendo registrado pela Polícia Militar (PM) na parte da tarde, também deste domingo, no Hospital Mário Palmério, onde, segundo a PM, a vítima relatou que, inicialmente estava em um local com o namorado e alguns amigos fazendo uso de bebida alcoólica.                          Em determinado momento, ela teria discutido com o namorado. Em seguida, ela foi embora acompanhada de um dos amigos. Os dois pegaram um táxi e foram até o Bairro Serra Dourada, na casa de um amigo comum.  
 
Ainda segundo relato da vítima à PM, após um tempo nessa segunda casa, chegou um homem que ela não conhecia. Ele teria conversado com todos e também bebido com ela e os amigos.
 
A vítima contou também que o desconhecido então a chamou para o acompanhar até a residência dele para guardar a cerveja na geladeira. Mas, quando ela chegou no local, o suspeito trancou as portas.
 
A vítima alega que estava muito cansada e o suspeito começou a passar a mão por seu corpo. Ela, então, teria dito a ele que era melhor os dois serem apenas amigos e que estava precisando fumar e tomar seu medicamento Alprazolam. Entretanto, segundo ela, o suspeito não respeitou a sua vontade e disse que a mulher só sairia do local depois de satisfazê-lo.      Ainda de acordo com a PM, a vítima estava muito confusa, não se lembrando de detalhes do que aconteceu, mas disse que se recorda que houve conjunção carnal, depois do que o suspeito entrou no banho e abriu a porta do local. 
 
Pouco tempo depois de sair, a vítima foi até a casa do amigo pegar seus pertences, mas, no caminho, um indivíduo ofereceu ajuda a ela, levando-a para um local próximo e falando para ela se deitar e descansar. Segundo a vítima, ela se deitou, mas estava muito confusa e não se recorda de muita coisa. Disse que se recorda apenas que esse segundo suspeito manteve conjunção carnal com ela sem seu consentimento.
 
Após recobrar a consciência, a vítima disse que pegou um táxi e deu entrada no hospital Mário Palmeiro, onde foi acionada a equipe policial que busca identificar os suspeitos.                

Postar um comentário

0 Comentários