quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Cais do Sertão e mais três museus reabrem as portas para o público no Recife

 Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Fechados por causa da pandemia, também retomam as atividades presenciais, a partir de quinta (1º), os museus da Cidade, de Arte Moderna e Murilo La Greca.

Espaços culturais do Recife voltam a receber o público a partir de quinta-feira (1º), após o fechamento provocado pela pandemia. Retomarão as atividades presenciais o Cais do Sertão, administrado pelo              governo, e três centros gerenciados pela prefeitura: museus da Cidade, de Arte Moderna e Murilo                           La Greca. Todos seguirão protocolos para evitar a disseminação do novo coronavírus.

No Cais do Sertão, no Bairro do Recife, a reabertura será gradual,                   com 40% da capacidade. Na primeira semana, a entrada será                       gratuita, para conhecer o espaço que retrata aspectos da cultura                nordestina. Todos os visitantes deverão usar máscaras.

Segundo a Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur), a                  retomada ocorrerá de quinta a domingo. O horário também será                diferente do que era praticado antes da pandemia: quintas e                        sextas-feiras, das 10h às 16h, e sábados e domingos, das 11h às 17h.

Por causa das medidas de segurança, só poderão passear pelo                  museu grupos de, no máximo, dez pessoas, por vez.

Foram instalados tapetes sanitizantes e secantes na entrada do                     espaço, além de totem de álcool em gel. Na área externa, lavatórios               permitem lavar as mãos antes de entrar no museu.                                                Ainda segundo o governo, ocorreram mudanças também na bilheteria:            placas de acrílico foram instaladas nos balcões. Educadores que                 atuam no atendimento ao visitante usarão máscara e protetores                faciais.

Para evitar a contaminação por meio de objetos pessoais, será              permitida, excepcionalmente, a entrada do público no museu                   portando bolsa de até 50 centímetros.

Em caso de o grupo ter mais pessoas da mesma família, todos                          os objetos devem ser colocados em um mesmo volume.

No circuito expositivo, também foram necessárias adaptações.                          Na área DNA do Baião, os equipamentos foram adaptados para                       receber fones de ouvido comuns.

Cada visitante deve utilizar o seu próprio fone. Bancos em madeira               estão sinalizados com o distanciamento exigido, assim como o                       piso das imediações do “Território Trabalhar”.

O estado alerta que, por enquanto, as atividades de música,                  oferecidas na “Sala Imbalança”, no andar superior do museu,                           não serão oferecidas, assim como a experiência nos estúdios de                   karaokê. O Cais do Sertão fechou em março. Em 2019, ele                         recebeu quase 82 mil visitantes, segundo o estado.

Museus
Entre os espaços culturais                administrados pela prefeitura do Recife                 vão reabrir para o público os Museu                  da Cidade, de Arte Moderna Aloisio                Magalhães (MAMAM) e  Murillo La Greca.            No Museu da Cidade, os visitantes                 devem usar máscaras e manter o distanciamento. O espaço cultural, no           Bairro de São José, no Centro, tem             entrada gratuita.

O atendimento será feito de terça-feira a sexta-feira, das 10h às 16h.                     No setor de pesquisa, o expediente ocorrerá de terça a sexta, das                  10h às 12h e das 14h às 16h.

A programação em cartaz é a exposição Cinco Pontas, que celebra                      a indicação do forte a patrimônio cultural mundial da humanidade                       pela Unesco.

A mostra reúne achados arqueológicos, pinturas e documentos                     ainda inéditos para o público, que comprovam a importância do                    Forte das Cinco Pontas em diversos momentos históricos da capital pernambucana.

O Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães, na Rua da Aurora,                      na Boa Vista, também terá horário reduzido de visitação: quinta a                 domingo, das 12h as 16h. Só será permitido o acesso com                      máscara. O acesso é gratuito.

O Museu Murilo La Greca receberá o público de terça a sexta,                          das 9 às 17h, com a exposição “O que não é desenho?".

A mostra de longa duração é focada nos desenhos produzidos por                    La Greca, patrono do museu, reunindo 50 trabalhos do artista                  pertencentes ao acervo geral, formado por mais de 1400 desenhos.

Por causa das medidas de segurança, a sala de exposição só pode                  ser visitada por, no máximo, quatro pessoas simultaneamente.

O espaço fica na Rua Leonardo Bezerra Cavalcante, 366,                   Parnamirim, na Zona Norte. A entrada é gratuita.

Mais cultura  
O primeiro              espaço cultural do Recife a retomar               as atividades presenciais foi o                      Paço do Frevo, no Centro. Dedicado              ao ritmo considerado pela Unesco     Patrimônio Imaterial da Humanidade,             o museu reabriu as portas no dia                    10 de setembro.

No dia 16 de setembro, retomaram as atividades presenciais                       museus e centros culturais administrados pela Fundação do                     Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe),                          no Recife e em Olinda.

Estão recebendo o público o Museu do Estado de Pernambuco,                    Estação Capiba Museu do Trem, Museu de Arte Sacra de                        Pernambuco, Museu Regional de Olinda, Museu de Arte                    Contemporânea de Pernambuco, Museu da Imagem e do                               Som de Pernambuco (atendimento ao pesquisador), Torre                       Malakoff e Espaço Pasárgada.                                                                                  

Covid-19 em PernambucoPernambuco                termina o mês de setembro com 147.171   casos da Covid-19 e 8.251 óbitos                        O estado chegou a esses números,                 que começaram a ser contabilizados               em março, no início da pandemia,                     após confirmar mais 846 infectados                    pelo novo coronavírus e 29 mortes                  devido à doença nesta quarta-feira (30). 


Nenhum comentário:

Postar um comentário