sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Prefeito é acusado de fraudar licitação e usar carro público para beber em bar

Segundo o site https://www.otempo.com.brTestemunhas dizem que Neider Moreira de Faria (PSD) foi visto diversas vezes utilizando o veículo para se deslocar para bares e restaurantesitauna.pngFoto: Google Street View
O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) apresentou denúncia por improbidade administrativa contra o prefeito de Itaúna, Neider Moreira de Faria (PSD), na região Centro-Oeste do Estado, por suposta participação em fraude na licitação para comprar um veículo de R$ 104 mil.
Conforme a denúncia do MPMG, há ainda provas – em vídeos e fotos – que mostram o prefeito utilizando o carro oficial do município para benefício próprio. Na ação protocolada no último dia 17, há citação de que o prefeito ficou duas horas em um bar, no fim de semana, quando a prefeitura está fechada, e consumiu bebida alcoólica. Ele saiu do estabelecimento dirigindo o veículo, de acordo com o documento.
Figuram na ação o então secretário de Administração, Dalton Leandro Moreira, e o chefe de gabinete, Valter Gonçalves do Amaral. De acordo com a denúncia, ocorreu uma fraude no processo licitatório na compra do veículo para o Poder Executivo “pelo detalhamento excessivo do objeto”.
Ainda de acordo com o MPMG, “apurou-se que as ‘especificações mínimas’ contidas no termo de referência e no edital do pregão 4/2018 são idênticas às especificações presentes na ficha técnica do veículo”, citam os membros da promotoria. “O detalhamento excessivo do objeto no termo de referência da licitação, para a compra do veículo marca/modelo Honda HR-V, teve como objetivo atender ao interesse particular do chefe do Poder Executivo, Neider Moreira de Faria, pois, inclusive, o veículo em questão passou a ser utilizado diretamente pelo prefeito para compromissos pessoais”, informa a denúncia. 
Testemunhas ouvidas pelos promotores afirmaram que o prefeito foi visto diversas vezes utilizando o carro público para se deslocar para bares e restaurantes. Uma das testemunhas é a vereadora Otacília de Cássia Barbosa Parreiras (PV). Em junho do ano passado, por exemplo, a vereadora viu o carro oficial da prefeitura estacionado próximo ao Bar do Rosse, na região central de Itaúna. Ao verificar o motivo para o carro estar naquele local, ela afirmou ter encontrado o prefeito sentado a uma das mesas consumindo cerveja.
Os promotores citam também que, “por diversas outras vezes, o requerido foi visto em outros bares da cidade, após o expediente na prefeitura, conduzindo o veículo oficial”. 
Outra testemunha afirmou ter visto o prefeito de Itaúna no Zizi’s Bar e no Julio’s Bar. Em depoimento, o prefeito disse que o veículo oficial é conduzido por ele e por outros servidores. Neider afirmou também que o carro é guardado na garagem de sua residência.
Os promotores pedem que o prefeito e os servidores sejam condenados por improbidade administrativa e que o prefeito pare de utilizar o carro público para fins particulares. Procurados, os citados disseram, por assessoria, que vão se manifestar após serem notificados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário