Homem que matou turista e estuprou mulher em Paraty fez outras quatro vítimas de crimes sexuais

Segundo o site https://odia.ig.com.brElas prestam depoimento nesta sexta-feira na 167ª DP (Paraty) e o reconheceram como o autor dos estupros. Foi pedida à Justiça a prisão preventiva pelo crime cometido contra o cidadão lituano e sua mulher na Praia do SonoAdam Zindul tinha 37 anosRio - O homem preso pelo assassinato do turista lituano Adam Zindul, de 37 anos após o estupro da esposa dele na Praia do Sono, em Paraty, fez pelo menos outras quatro vítimas de crimes sexuais na região. Elas começaram a prestar depoimento nesta sexta-feira na 167ª DP (Paraty) e reconheceram Edson Santos como o autor dos ataques. Foi pedida à Justiça a prisão preventiva pelo crime cometido contra o estrangeiro e sua mulher. 
Segundo o delegado Marcelo Russo, a forma de ataque é semelhante ao qual a mulher do turista lituano foi submetida, com as vítimas sendo amarradas e abusadas sexualmente. "Estamos ouvindo também outras testemunhas dos outros crimes de estupro. Os casos estavam em aberto e, após ele ser preso, as vítimas o reconheceram por se sentirem mais seguras de denunciar", contou o titular da 167ª DP.   
De acordo com Russo, o autor já cometia há anos crimes sexuais há anos e tinha uma condenação por tráfico de drogas e associação ao tráfico. A vítima mais nova tem 11 anos de idade, todas de Paraty. "Ele é um maníaco, cometendo há 10 anos crime sexuais. Agora vamos concluir esses inquéritos e enviá-los à Justiça", falou.          Edson foi transferido nesta manhã para a Casa de Custódia de Volta Redonda e solicitada a sua prisão preventiva à Justiça pelos crimes de homicídio, estupro e tentativa de feminicídio. Ele deve passar por uma audiência de custódia na cadeia. 
Esposa teve que amarrar turista lituano morto em Paraty
Conforme O DIA noticiou nesta quinta-feira, a 167ª DP (Paraty) defendeu a hipótese de motivação sexual no caso do assassinato do turista lituano. De acordo com o delegado Marcelo Russo, apesar de o suspeito preso pelo crime ter levado dinheiro da carteira da vítima fatal, o roubo só aconteceu depois da esposa dele ter sido estuprada.
"Pra mim foi um crime de cunho sexual, que acabou desencadeando na morte da vítima. Apesar de o suspeito ter levado um bem material, esse não foi o objetivo primordial do crime", acredita o delegado.                                                                                     Edson Santos invadiu a casa que Adam e a mulher, que é de São Paulo e tem 35 anos, alugaram e mandou ela amarrar o marido. Depois que ele a estuprou, ainda a golpeou com um pedaço de pau, fazendo com que ela ficasse desacordada.
"Ele estupra e depois pratica a morte. Tanto que a mulher não sabia até pouco tempo da morte dele", disse. "Ele deu duas ou três pauladas na cabeça dela, ela desacordou na cama e ele deve ter pensado que ela havia morrido e a abandonou".

Comentários