domingo, 5 de janeiro de 2020

VÍDEO: Jornalista brasileira é agredida por aliados de Guaidó na Assembleia Nacional

Segundo o site https://revistaforum.com.brDeputados derrotados tentaram expulsar a jornalista Fania Rodrigues, do Opera Mundi, da Assembleia NacionalA jornalista Fania Rodrigues, do Opera Mundi, foi agredida, na tarde deste domingo (5), por deputados da ala próxima ao ex-presidente da Assembleia Nacional (AN) da Venezuela, Juan Guaidó. A comunicadora fez perguntas sobre os próximos passos do grupo e foi censurada pelos parlamentares.
Um vídeo divulgado pelo programa Con el Mazo Dando, da VTV, mostra deputados ligados à Ação Democrática dizendo que Rodrigues deveria sair dali. “Ramos Allup me disse ‘saia daqui’ e agora essa deputada veio me dizer outra vez ‘saia daqui’. O que há com eles se aqui está toda a imprensa? Por que eu tenho que sair? E que necessidade há de ser agressiva comigo?”, critica a jornalista em depoimento dado ao programa. “O que estou fazendo é meu trabalho: perguntar. E isso não ofende”, completou.                                                                                      Em seguida, Rodrigues fez uma postagem no Twitter comentando o caso. “Hoje fui atacado dentro da Assembléia Nacional da Venezuela por deputados da oposição, que pareceram muito incomodados com perguntas simples, como: agora, o que eles vão fazer? que estratégia? Isso foi depois de perder a Assembléia Nacional”, relatou.
A votação
Em sessão realizada nesta tarde, o parlamento da Venezuela elegeu por 81 votos Luis Eduardo Parra como novo presidente, derrotando Guaidó. Estavam presentes 150 dos 167 deputados, conferindo legitimidade para a sessão – apenas 38 eram do partido chavista PSUV. Junto de Parra, assumem a direção Franklin Duarte (Copei), José Gregorio Noriega (Vontade Popular) e Negal Morales (Ação Democrática), todos integrantes do bloco opositor “Unidade” – o mesmo que elegeu Guaidó em 2018.
O ex-presidente da AN afirma que foi impedido de entrar no local, mas é contrariado até mesmo por outros políticos da oposição. Parra afirma que ele não entrou porque sabia que ia perder. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário