quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Corrida de São Silvestre 2019

Segundo o site www.esportividade.com.br: A edição de 2019 da Corrida Internacional de São Silvestre é a 95ª da história. A prova pedestre mais tradicional do Brasil acontece mais uma vez em 31 de dezembro, que em 2019 cai em uma terça-feira, na região central de São Paulo. A Fundação Cásper Líbero é a detentora dos direitos do evento.O preço das inscrições não causou surpresa: a “máxima” de que “sempre sobe” continuou a valer, e em 2019 era de R$ 197,50, ou seja, R$ 12,50 (6,75%) mais caro que em 2018.
As inscrições para mais tradicional prova pedestre brasileira, cujo percurso é de 15 km, foram abertas no dia 15 de agosto e podiam ser efetuadas por meio do site oficial (clique aqui). Estão encerradas.
Pessoas com idade igual ou superior a 60 anos tinham desconto de 50%, ou seja, pagavam R$ 98,75.Túnel foi “catarse coletiva” na São Silvestre-2019 (Esportividade)
Devido à ausência de horário de verão na temporada 2019/2020, a largada do pelotão geral foi antecipada para as 8h05. A primeira da manhã de 31/12 será a dos cadeirantes, prevista para as 7h25; as corredoras da elite largarão às 7h40.
Outra novidade de 2019 é o número máximo de atletas, que, segundo o regulamento, será de 35 mil, isto é, 5 mil a mais que nas mais recentes edições.
A largada e a chegada serão mantidas na avenida Paulista: o início será autorizado na altura do número 2.000, e o término será diante do prédio da Fundação Cásper Líbero, no número 900.Controle de acesso pré-largada da São Silvestre-2019 (Esportividade)
Mais uma vez, os “pipocas” não serão bem aceitos na São Silvestre. “A prova oferecerá estrutura (apoio médico, acessos, hidratação, lanches) para o número oficial de inscritos. Não serão disponibilizados recursos extras para atletas que não estejam inscritos”, diz o regulamento.Atletas do setor Verde (1): acesso pela alameda Ministro Rocha Azevedo; setor Azul (2): rua Peixoto Gomide; setor Amarelo (3): rua Plínio Figueiredo; setor Rosa (4): alameda Casa Branca
Haverá um esquema especial de acesso à largada para “assegurar mais facilidade aos atletas inscritos”. Segundo a organização, será ampliado em relação ao ano passado quanto à estrutura e ao tempo “com a intenção de bloquear ainda mais os pipocas e privilegiar os inscritos”. No período das 5h às 10h, serão permitidos apenas atletas com número de peito em seus respectivos acessos.
Alameda Santos e rua São Carlos do Pinhal serão as opções para entrar nos quatro setores das 5h45 às 8h. Os “portões” estarão nos cruzamentos com a alameda Ministro Rocha Azevedo (Verde), a rua Peixoto Gomide (Azul), a rua Plínio Figueiredo (Amarelo) e a alameda Casa Branca (Rosa).
O quarteirão entre Joaquim Eugênio de Lima e Campinas será exclusivo para a chegada, e o entre Campinas e Pamplona será utilizado para a dispersão.
As estações de metrô recomendadas são Brigadeiro e Consolação. O organização ressalta que a Trianon-Masp não deverá ser usada pelos atletas, pois não dará acesso à corrida.Anhembi é onde é entregue kit da São Silvestre (Esportividade)
Assim como em 2018, a entrega de kit será realizada na zona norte de São Paulo, no Palácio das Convenções do Anhembi (avenida Olavo Fontoura, 1.209), nos dias 27, 28 e 29 de dezembro, das 9h às 20h, e no dia 30 de dezembro de 2019, das 9h às 16h.
Para retirar o kit, é necessário o atleta inscrito apresentar documento original com foto. A retirada por terceiros é mais complexa; na 17ª página do regulamento (clique aqui), há informações sobre procedimentos.
OrigensReta final da São Silvestre-201 (Esportividade)
Tudo começou com o jornalista Cásper Líbero, da Gazeta, que se inspirou em uma corrida noturna francesa em que os atletas carregavam tochas. E, após assistir ao evento em Paris, na França, em 1924, ele quis realizar uma prova noturna em São Paulo, cuja primeira edição aconteceu quase ao fim de 31 de dezembro de 1925. Tem esse nome porque homenageia o santo do dia.
A São Silvestre foi disputada na noite de 31 de dezembro até 1988. Em 1989, passou a ser realizada à tarde. Desde 2012 acontece no período da manhã. E desde 1991 o percurso da prova tem 15 km.
A partir desta 95ª edição, passou a ser uma prova da categoria bronze da World Athletics (antiga Iaaf), o que a tornou mais atraente para atletas de ponta estrangeiros.
Detalhes do evento
Evento: Corrida de São Silvestre 2019
Modalidade: corrida de rua
Data: 31/12/2019 às 08h05 (terça-feira)
Local: Avenida Paulista (largada e chegada)
Localidade: São Paulo - Centro
CEP: 01310-300
Evento para: praticar
Quando ninguém esperava, Kibiwott Kandie arrancou, aproveitou o relaxamento do jovem de 19 anos e conseguiu efetuar a ultrapassagem na última passada para vencer.
Daniel Ferreira do Nascimento foi o melhor brasileiro na 95ª Corrida Internacional de São Silvestre. Aos 21 anos, o corredor de Bauru, cidade do interior de São Paulo, ficou na 11ª colocação, com o tempo de 46min32s.

Nenhum comentário:

Postar um comentário