sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Veneza é atingida por nova cheia e nível da água chega a 1,6 m

Segundo o site https://noticias.r7.comSegue o alerta pelos fortes ventos que estão levando a água para dentro de toda a cidade. Famosa praça central de São Marco está fechadaVeneza segue sofrendo com cheia históricaA cidade italiana de Veneza foi atingida nesta sexta-feira (15) por uma nova enchente com o nível da água a 1,6 m. A inundação ocorre dois dias após uma cheia histórica que inundou quase toda a cidade.                                                    Relatos nas redes sociais e informações da agência de notícias Reuters, a famosa praça central de São Marco está fechada e todos os estabelecimentos na área foram invadidos pela água. O jornal italiano Corriere Della Sera informa que o vice-premiê Matteo Salvini e o governador da região do Vêneto, Luca Zaia, estão no local.      

Segue o alerta pelos fortes ventos que estão levando a água para dentro de toda a cidade. O serviço de transporte público está suspenso, e as escolas e creches estão fechadas pelo quarto dia consecutivo.
Um vídeo publicado no Instagram mostra ainda os esforços do Corpo de Bombeiros para salvar uma banca de jornal que havia sido levada pela água na área da praça de São Marco. Assista. 

Estado de emergência
Na quinta-feira (14), o Conselho de Ministros da Itália decretou estado de emergência em Veneza e aprovou um montante de 20 milhões de euros (R$ 92 milhões), como primeira ajuda. Cada morador afetado receberá 5 mil euros (R$ 23 mil), e empresários e comerciantes 20 mil euros (R$ 92 mil).
Outra grande preocupação é a situação da Basília de San Marcos, que, por estar em um dos pontos mais baixos da cidade, vem sendo fortemente atingida pelas inundações. Na última terça-feira, a cripta, onde estão os sarcófagos dos patriarcas, além de mármores e mosaicos históricos, ficaram debaixo da água.Com a cidade de Veneza atingida por uma nova enchente
avassaladora em menos de dois dias, dezenas de turistas e residentes se
encontravam ilhados na manhã desta sexta-feira (15), ao passo que o nível da
água atingia 1,6 m Com a cidade de Veneza atingida por uma nova enchente avassaladora em menos de dois dias, dezenas de turistas e residentes se encontravam ilhados na manhã desta sexta-feira (15), ao passo que o nível da água atingia 1,6 m A imagem mostra um bote tendo dificuldades para passar
embaixo de uma ponte durante as inundações. O prefeito Luigi Brugnaro disse que
a situação é dramática. 'Pedimos ao governo que nos ajude. O custo será
alto. Este é o resultado da mudança climática', escreveu no TwitterVeja também: Enchente em Veneza é só mais um dos problemas na cidadeA imagem mostra um bote tendo dificuldades para passar embaixo de uma ponte durante as inundações. O prefeito Luigi Brugnaro disse que a situação é dramática. "Pedimos ao governo que nos ajude. O custo será alto. Este é o resultado da mudança climática", escreveu no Twitter

Veja também: 
Enchente em Veneza é só mais um dos problemas na cidadeDurante a semana, quando as inundações começaram, um homem morreu
ao ser atingido por um raio enquanto usava uma bomba de água elétrica, informou
o corpo de bombeirosDurante a semana, quando as inundações começaram, um homem morreu ao ser atingido por um raio enquanto usava uma bomba de água elétrica, informou o corpo de bombeirosSegundo a agência de notícias Reuters, uma barreira anti-inundação
foi concebida em 1984 para proteger Veneza do tipo de maré alta que vem
arrasando a cidade, mas o projeto de vários bilhões de euros, conhecido como
Mose, é assolado por escândalos de corrupção e ainda não está em operaçãoSegundo a agência de notícias Reuters, uma barreira anti-inundação foi concebida em 1984 para proteger Veneza do tipo de maré alta que vem arrasando a cidade, mas o projeto de vários bilhões de euros, conhecido como Mose, é assolado por escândalos de corrupção e ainda não está em operaçãoA famosa praça central de São Marcos foi fechada por causa
das inundações nesta sexta-feira e todos os estabelecimentos na área foram
invadidos pela águaA famosa praça central de São Marcos foi fechada por causa das inundações nesta sexta-feira e todos os estabelecimentos na área foram invadidos pela águaAo longo da semana, a Praça de São Marcos já havia ficado
debaixo de mais de um metro de água, e a Basílica de São Marcos adjacente foi
inundada pela sexta vez em 1.200 anosAo longo da semana, a Praça de São Marcos já havia ficado debaixo de mais de um metro de água, e a Basílica de São Marcos adjacente foi inundada pela sexta vez em 1.200 anosO alerta para fortes ventos que estão levando a água para
dentro de toda a cidade continua ativoO alerta para fortes ventos que estão levando a água para dentro de toda a cidade continua ativoA montagem mostra pessoas sentadas em um café na Praça de
São Marcos no último mês de abril e um registro do mesmo local inundado no dia
15 de novembroA montagem mostra pessoas sentadas em um café na Praça de São Marcos no último mês de abril e um registro do mesmo local inundado no dia 15 de novembroNesta montagem, é possível ver a Basílica de São Marcos no
último mês de agosto e, à direita, o lugar afetado pela enchente no dia 15 de
novembroNesta montagem, é possível ver a Basílica de São Marcos no último mês de agosto e, à direita, o lugar afetado pela enchente no dia 15 de novembroOutro ângulo da praça de São Marcos retratada no mês de abril,
à esquerda, e em novembro, à direitaOutro ângulo da praça de São Marcos retratada no mês de abril, à esquerda, e em novembro, à direita

Nenhum comentário:

Postar um comentário