Pneumonia mata uma criança de até 5 anos a cada 39 segundos, alerta Unicef

Segundo o site https://www.redetv.uol.com.brMais de 800 mil crianças dessa faixa etária morreram, vítimas da infecção, em 2018Dia 12 de novembro é dia mundial de combate à pneumonia - (Foto: Sumaia Villela/Agência Brasil)
Segundo a Unicef, a agência da ONU para a Infância, a pneumonia é uma "epidemia esquecida". O alerta foi feito em comunicado oficial da instituição, junto a outras cinco organizações - incluindo a ONG Save the Children, nesta terça-feira (12). Apenas em 2018, a doença respiratória matou uma criança de menos de 5 anos a cada 39 segundos, afirma o texto.
O comunicado faz um apelo por uma "ação mundial" em combate à pneumonia. "A maioria das mortes afeta crianças de menos de dois anos, sendo que 153 mil delas faleceram em seu primeiro mês de vida", apontam as organizações. Ao todo, mais de 800 mil crianças nessa faixa etária morreram no ano passado, vítimas da infecção.
Doença mata mais que Aids e sarampo juntos
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a penumonia é a causa de 15% do total de mortes de crianças de menos de cinco anos no planeta. A doença mata mais do que a Aids, a malária e o sarampo juntos.
"É uma epidemia mundial que precisa de uma resposta internacional urgente. Milhões de crianças morrem por falta de vacinas, de antibióticos e de tratamentos de oxigênio", disse Kevin Watkins, da Save the Children.
Mais da metade dos óbitos de crianças provocadas pela pneumonia se concentram em cinco países: Nigéria (162 mil), Índia (127 mil), Paquistão (58 mil), República Democrática do Congo (40 mil) e Etiópia (32 mil).
No Brasil, a pneumonia é a doença infeciosa que mais mata. Dados de 2015 mostram que 1,5 crianças morriam pela doenças a cada 1 mil nascimentos.
Em resposta ao apelo das instituiições, um fórum mundial sobre a pneumonia infantil será realizado em janeiro de 2020, em Barcelona (Espanha).
Veja também!

Comentários