domingo, 10 de novembro de 2019

Lula incita o caos no Brasil ele quer fazer como estão fazendo no Chile e Bolívia

Segundo o site https://noticiabrasilonline.comHoje (09), o ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva foi recebido no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Paulo, oportunidade em que realizou mais um discursoDisse que não se sentiu mal por estar preso, que até “fez amizades”. Declarou que saiu com “mais vontade de lutar”. Contudo apresentou um discurso voltado para minorias, utilizando o mesmo tom populista que dá a ilusão de estar defendendo algo, quando está apenas fazendo promessas vazias, as mesmas que afundaram o Brasil uma vez.
Asseverou que o resultado das eleições do presidente da República, Jair Bolsonaro, deve ser democraticamente reconhecido, mudando o tom que o Partido dos Trabalhadores adotou logo após as eleições. Citou as milícias e o caso Marielle, mais uma vez mostrando todo o seu talento para usar caixões de palanque.
Onde está o Queiroz. Falou que Bolsonaro tem um patrimônio de 17 casas. Que quer saber como ele junta dinheiro, porque ele não tem nada no bolso – exceto os “milhões que ele tirou da pobreza”, claro.
Disse que Bolsonaro “deu um jeito de não trabalhar”, pois fez serviço militar, demonstrando todo o seu desrespeito com as polícias civil e militar e com as forças armadas brasileiras.
Discursou contra a Reforma da Previdência as demais reformas que o governo Bolsonaro visa implantar no País. Disse que pensou que sua prisão permitiria a recuperação do Brasil, mas que os dados dizem que o povo está mais pobre, desconsiderando todos o dados sobre melhoras em índices de desemprego.
Entretanto acha que “não tem outro jeito”, que “não tem ninguém que conserte este País se vocês não quiserem consertar”. Disse para as pessoas não se importarem com as ameaças dos milicianos, que por diversas vezes ligou ao presidente Bolsonaro.
Usou o slogan “menos armas, mais livros”, para atacar a política pró-armas do governo. Falou em juros de taxa Selic e outros termos técnicos, que demonstrou não saber como utilizar. Mesmo discurso esquerdista que se observa em Ciro Gomes, por exemplo.
Falou que está disposto a andar de novo por este País. Que tem visto os ricos ficarem mais ricos e os pobres ficarem mais pobres. Sem nenhuma surpresa, parece adotar os mesmos argumentos populistas e falaciosos de antes de ser preso.
Disse que o Chile é o sistema que Paulo Guedes quer implantar, “fazendo com que pessoas velhas morram”. Falou também em “vinte jovens cegos que perderam um olho”, sem citar a fonte da informação.
Asseverou que todos precisam ser solidários aos Países latino americanos, criticando o governo de Donald Trump, o qual disse estar “construindo um muro contra os pobres”.

O IntercePT

Alegou que SBT e Record estão uma vergonha, e que Rede Globo continua uma vergonha, pois não divulga as matérias do site The Intercept. Declarou que pretende fazer um pronunciamento – mais um. Que não está com ódio e que está reconstruindo a vida afetiva.
Alegou que os partidos de esquerda provaram que é possível colocar o povo em cursos técnicos mas e melhorar o ensino fundamental – algo bastante afastado dos dados oficiais sobre o ensino brasileiro. Disse que geraram 22 milhões de emprego com carteira profissional assinada, deixando de mencionar os dados sobre desemprego.
Contudo atacou o ministro de Justiça e Segurança Públicas, Sérgio Moro, e o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, dizendo que são mentirosos. Que o processo contra ele foi para retirá-lo da disputa eleitoral.
Acusou os filhos de Bolsonaro de contarem mentiras diariamente através de Fake News. Ironizou o vídeo sobre o leão e as hienas e disse que tem que “ser um leão novo assim como eu”.
Por fim, disse que o povo brasileiro deve seguir o exemplo da Bolívia e do Chile. Caso o ex-presidiário não saiba, esses dois Países se tornaram verdadeiras zonas de guerra por conta dos confrontos. É isso mesmo que ele quer para o Brasil?
Informação MBL.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bolsonaro acaba com o DPVAT, o seguro do trânsito

Segundo o site  https://www.esmaelmorais.com.br :  O presidente Bolsonaro anunciou nesta segunda-feira (11) a extinção do seguro obrigatório...