sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Gordura abdominal: Fatores de saúde e estéticos.

Segundo o site Assessoria de Imprensa Nutricionista esportiva funcional Gizella Araújo: A gordura abdominal é classificada por dois tipos: A gordura subcutânea se localiza logo abaixo da camada mais externa da pele. Esta é a que você pode beliscar com os dedos.
A gordura subcutânea cobre os músculos abdominais e se você tem muita, não será capaz de ver os seus músculos abdominais. E temos a gordura visceral, ela fica por trás da parede abdominal e os órgãos que rodeia, no interior da cavidade peritoneal. A gordura visceral afeta negativamente a saúde, aumentando a inflamação nos órgãos. Em parte, porque ele libera substâncias chamadas adipocinas, que são proteínas de sinalização celular que aumentam a pressão arterial e influenciam a insulina. Sendo um fator de risco para desenvolvimento de diabetes e hipertensão.

E como saberemos se estamos com excesso de gordura visceral ou subcutânea? Existem aparelhos que identificam, como: A bioimpedância (utilizada inclusive em minhas consultas).Por incrível que pareça a barriga com consistência mole é menos perigosa que a barriga mais enrijecida.

Vale ressaltar que a perda de gordura abdominal é mais fator alimentar que de atividade física, por mais que eu treine, se eu não me alimentar corretamente essa gordura não irá diminuir. O melhor seria associar ambas as praticas para um resultado mais efetivo.

Gizella Araújo, Nutricionista esportiva funcional           

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vaquejada de Surubim foi um grande sucesso de publico 2019

A  Vaquejada de Surubim 2019   82ª edição. Vaquejada, uma das maiores atividades culturais do Brasil.  Dois vaqueiros montam a cavalo p...