segunda-feira, 6 de maio de 2019

Hospitais universitários ganham reforço de R$ 102,5 milhões

Segundo o site www.ofluminense.com.br: Hospital Antonio Pedro está entre as unidades contempladas com a medida
Quarenta e oito hospitais universitários em 22 estados e no Distrito Federal vão receber recursos federais de R$ 102,5 milhões para custear o funcionamento dos serviços de ensino (consultas, internações e cirurgias), compra de materiais médico-hospitalares como anestésicos, seringas e medicamentos, além de possibilitar a execução de obras de reforma e ampliação da infraestrutura hospitalar, para melhorar e qualificar o atendimento prestado à população. Desse total, R$ 79,5 milhões são para o custeio e R$ 22,9 milhões para investimentos. Esses recursos fazem parte da primeira parcela anual do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF). As portarias autorizando a liberação da verba foram publicadas no Diário Oficial da União na última semana. Ao todo, são 34 municípios contemplados.
O Secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Francisco de Assis Figueiredo, aponta que a iniciativa visa qualificar e ampliar cada vez mais a capacidade de atendimento dos hospitais universitários federais. “Cada uma dessas unidades é essencial para fortalecer a rede assistencial do SUS, e tem papel fundamental na formação de profissionais de saúde, incluindo médicos especialistas que fazem suas residências nestas instituições. Esses serviços exercem papel importante no avanço de ensino e da pesquisa em saúde, o que contribui com a oferta de novos tratamentos no SUS”, avalia.
Ainda segundo o secretário de Atenção à Saúde, as portarias “levam em consideração as necessidades levantadas pelos gestores dos SUS nas esferas estaduais e municipais, em articulação com o MEC que define os projetos a serem executados”.
Os recursos são pagos pelo Ministério da Saúde para as instituições que comprovaram o cumprimento das metas de qualidade relacionadas ao porte e perfil de atendimento, capacidade de gestão, desenvolvimento de pesquisa e ensino e integração à rede do SUS. Os pagamentos são efetuados pelo Fundo Nacional de Saúde conforme comprovação dos gastos.
Rio de Janeiro
A rede pública hospitalar do estado do Rio de Janeiro receberá R$ 12,4 milhões para custear o funcionamento dos serviços de ensino (consultas, internações e cirurgias), a compra de materiais médico-hospitalares como anestésicos, seringas e medicamentos, além de possibilitar a execução de obras de reforma e ampliação da infraestrutura hospitalar, ampliando e qualificando o atendimento prestado à população. No estado, foram contemplados 10 hospitais universitários ligados às universidades Federal Fluminense (Niterói), Universidade Federal do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) e a UNIRIO (Rio de Janeiro).
Do total de recursos liberados para o estado do Rio de Janeiro, R$ 2,8 milhões são para investimento e R$ 9,7 milhões para custeio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prometida por Bolsonaro, dessalinização já dava água a milhares no Nordeste

Segundo o site https://www.viparaguaia.com: Ao longo de 30 anos foram instalados de 3.500 a 4.000 dessalinizadores. S ão 6h, e os morado...