segunda-feira, 25 de março de 2019

Lixo acumulado no Canal do Arruda preocupa moradores do Recife

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco:
Prefeitura alega que, desde janeiro deste ano, retirou cerca de 4,5 mil toneladas de lixo do canal e pede ajuda da população para evitar descarte de resíduos em locais impróprios.
Canal do Arruda, na Zona Norte do Recife, amanheceu repleto de lixo neste domingo (24) — Foto: Reprodução/TV Globo                    
Durante este domingo (24), o lixo tomou conta do Canal do Arruda mais uma vez. Desde o início da manhã, foi possível ver várias garrafas plásticas, sacos de lixo e outros resíduos boiando ou às margens do canal que divide a Avenida Professor José dos Anjos, na Zona Norte do Recife. Segundo a Prefeitura do Recife, 4,5 mil toneladas do local desde janeiro.
“Eu estava seguindo para o Arruda com o meu marido e o dia estava bem bonito, mas desanimei um pouco quando vi a quantidade de sujeira no canal. É aí que você vê o quanto é necessário ter cuidados com as drenagens, porque quando chove é aquela confusão toda”, diz a nutricionista Edijane Castro, que passou pelo canal por volta das 7h40.
Por volta das 7h40 deste domingo (24), Canal do Arruda tinha muito lixo acumulado — Foto: Reprodução/WhatsApp                                  
De acordo com a Prefeitura do Recife, o trabalho de limpeza dos canais da cidade em 2019 foi iniciado em janeiro, com o objetivo de facilitar o escoamento das águas e prevenir os alagamentos durante o período chuvoso. O processo envolve a retirada de resíduos sólidos do leito e a capinação e limpeza das margens dos canais.
Com orçamento R$ 1 milhão mais caro do que em 2018, quando foram empregados R$ 6 milhões, o trabalho de limpeza acontece em 12 canais da capital pernambucana, incluindo o Canal do Arruda. Somente nesta região específica, foram empregados R$ 300 mil para a retirada de aproximadamente 4,5 mil toneladas de lixo desde janeiro. Entre o material descartado estava uma motocicleta.
Equipes da Emlurb acharam motocicleta em meio às 4,5 toneladas de lixo retiradas do Canal do Arruda desde janeiro de 2019 — Foto: Emlurb/Divulgação
Além do trabalho feito pelas frentes de serviço, que conta com cerca de 15 trabalhadores, a Emlurb também pede que a população evite o descarte de lixo nas margens ou no próprio canal. O respeito aos horários de coleta de lixo também é um pedido feito pela autarquia, que faz trabalhos de conscientização com moradores da comunidade próxima ao canal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Justiça na cola de prefeitos de Pernambuco.

Segundo o site www.caruaru24horas.com.br : Parece que as operações policias mirando as prefeituras do estado de Pernambuco não vão parar ap...