terça-feira, 5 de março de 2019

“Jesus Cristo é a pessoa mais importante da história”, diz técnico do Liverpool

Segundo o site https://guiame.com.br: A morte de Cristo na cruz foi o maior ato porque mudou tudo, explica Jürgen Klopp.
Não é novidade que nos gramados a fé é sempre um destaque na vida dos jogadores de futebol.Novidade é quando ela é considerada o que existe de mais importante na vida de um treinador de sucesso, como o alemão Jürgen Klopp. Aliás, para ele, a fé significa muito mais que sucesso profissional.

Jürgen Klopp chegou ao Liverpool, time que lidera a Premier League inglesa, com um histórico de sucesso gerencial e a reputação de um dos treinadores mais visionários do esporte. Ele é um técnico crente que não deixa sua fé escondida e declarou que Jesus Cristo é a pessoa mais iportante da história.  
O treinador diz que não vê problema em falar sobre ser um cristão. Em entrevista ao jornal alemão Frankfurter Rundschau, Jürgen foi claro ao dizer que não imagina como seria ser um crente e não querer falar sobre isso. “Se alguém me perguntar sobre minha fé, eu dou informações”, afirmou.
Aos jornalistas do BT Sports, também disse claramente: “Eu sou cristão, tenho que dizer que acredito em Deus”.
Igreja
Em uma entrevista à mídia alemã, Jürgen Klopp, que hoje tem 50 anos, falou sobre as dificuldades que sentia ao jogar futebol nas manhãs de domingo, horários comuns de cultos em seu país, quando ainda era adolescente. Mas essa impossibilidade o fazia ir à igreja durante a semana, para crescer na fé cristã.  
Desde cedo, Jürgen tinha convicção sobre sua fé e permaneceu com ela no decorrer de sua vida. Um repórter o perguntou se ele se lembrava da resposta que deu sobre quem era a pessoa mais importante da história. Ele disse que aquela resposta era a mais fácil: “Jesus Cristo”.  
Sobre essa resposta, Jürgen explica: “Ele veio ao mundo com uma missão clara, que não é fácil de realizar. No final [de sua vida], ele levou todos os pecados sobre si e foi pregado numa cruz”. É por isso que a morte de Jesus na cruz “foi o maior ato, que nunca foi alcançado, porque mudou tudo”.  
Nas mãos de Deus 
Um dos profissionais mais respeitados do futebol internacional, Jürgen disse que frequentemente faz reflexões sobre sua vida: “Quando olho para mim e para a minha vida – e aproveito para isso todos os dias –, sinto-me em mãos extraordinariamente boas”, revelou.  
O treinador do Liverpool disse também que gostaria que outras pessoas sentissem a mesma coisa. “E acho uma pena que outras pessoas não tenham essa sensação de segurança – embora não saibam, é claro, porque, do contrário, provavelmente procurariam por ela”.  
Técnico de craques como os brasileiros Alisson Becker (goleiro), Fabinho (meio campo), Roberto Firmino (atacante) e de Mohamed Salah e Lazar Markovic, ele acrescenta: “Não precisamos pagar pelos nossos pecados [Jesus já pagou] e isso é um grande conforto”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diretores de 'Bacurau' celebram premiação de filmes nordestinos em Cannes

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Em vídeo enviado ao G1, cineastas comemoram prêmios da produção pernambucana e do filme &...