terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Lutadora do UFC diz ter reagido a assalto no Rio com socos e imobilização

Segundo o site https://www.bemparana.com.br:
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Lutadora com dois combates no UFC, a brasileira Polyana Viana relatou em entrevista ao site MMA Junkie que reagiu a uma tentativa de assalto no Rio de Janeiro na noite do último sábado (5) e imobilizou o assaltante até a chegada da polícia.
Polyana contou que esperava por um carro da Uber em uma rua do bairro de Jacarepaguá quando notou a presença do suspeito. Depois de anunciado o assalto, a lutadora disse ter percebido que a arma não era verdadeira e reagiu com dois socos e um chute.
"Ele se sentou ao meu lado e me perguntou a hora, eu disse e vi que ele não iria sair. Então eu já me mexi para colocar meu celular no bolso. E ele disse: 'Me dê o telefone. Não tente reagir, porque eu estou armado'. Então colocou a mão no que parecia ser uma, mas percebi que ela parecia muito mole", disse.
"Ele estava bem perto de mim. Daí pensei: se é uma arma, ele não terá tempo de sacá-la. Então eu me levantei. Eu dei dois socos e um chute. Ele caiu e eu o peguei com um mata-leão. Então o coloquei no mesmo lugar em que estávamos antes e disse: 'Agora vamos esperar pela polícia'", completou, dizendo que o manteve imobilizado.
Segundo Polyana, o assaltante se assustou com a reação e pediu para ela o deixar ir, mas ela esperou a chegada dos policiais. A lutadora contou que a arma na verdade era feita de papelão e o assaltante foi levado pela polícia para o hospital antes de ir para a delegacia.
"Eu estou bem, estou bem porque ele não reagiu depois. Como ele levou os socos muito rapidamente, acho que ele estava com medo. Então ele não reagiu mais. Ele me disse para deixá-lo ir, mas eu disse que não deixaria ir e que ia chamar a polícia. Ele disse: 'Chame a polícia, então' porque ele estava com medo de que eu fosse bater mais", disse.
Com 26 anos, Polyana lutou pela última vez em agosto de 2018, quando perdeu para JJ Aldrich por decisão unânime no UFC 227. Meses antes, em fevereiro, ela venceu Maia Kahaunaele-Stevenson no UFC Fight Night 125.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nordeste desmente petistas e recebe com festa Jair Bolsonaro (Veja o Vídeo) A Globo nao mostra isso

Segundo o site https://www.jornaldacidadeonline.com.br: Começa a desmoronar o ultimo reduto do PT Durante a semana, alguns petistas disser...