domingo, 30 de dezembro de 2018

Elas não são as damas de honra, elas são as noivas

Segundo o site https://www.edaily.com.br: Mesmo com todos os problemas sérios que o país está enfrentando, não se pode deixar de ser realista e ter a certeza de que existem muitos lugares no mundo com problemas muito mais sérios do que os que existem por aqui.
Um exemplo é a Índia, considerada uma das nações mais retrogradas. Um dos dados alarmantes que dão esse título ao país é o fato das mulheres, ainda crianças, serem consideradas aptas para se casarem.
PUBLICIDADE
Assim que acontece a primeira menstruação elas já são consideradas aptas e preparadas para o matrimônio.
Assim que acontece a primeira menstruação elas já são consideradas aptas e preparadas para o matrimônio.                                                                                
Mesmo com poucos anos de idade, essas crianças já possuem uma vida adulta e precisam desde cedo se ocupar de afazeres domésticos para satisfazer seus esposos.
Por se casarem muito cedo, elas perdem a oportunidade de brincar e de estudar, uma vez que, pouco tempo depois de casadas, elas já têm filhos para cuidar.

Casamento comunitário
Essas crianças não são damas de honra. Na verdade, são noivas de uma cerimônia de casamento comunitário.
Quando acontece isso, muitas dessas meninas ainda são muito novas e deveriam estar preocupadas em estudar e brincar, mas ao contrário do que se pensa, elas estão sendo obrigadas a se casar e ter o dever de uma mulher adulta.
Mesmo utilizando a Índia como exemplo, lá não é o único país do mundo que aceita matrimônio infantil, mesmo que haja leis contra essa prática. Nos Estados Unidos também são permitidos esse tipo de união. Mesmo que a lei do país proíba as pessoas menores de 18 anos de se casarem, cada Estado tem as suas regras e devido à exceções culturais e religiosas, é possível permitir esse matrimônio.    No estado da Flórida não há uma idade mínimia estabelecida para o casamento. Devido a isso, a pequena Sherry Johnson (imagem acima) de apenas 11 anos de idade, foi obrigada a se casar com seu violentador muitos anos mais velho que ela.                                                                                                          

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeitura de Surubim inicia obra de pavimentação bairro do Coqueiro Surubim

Segundo o site Assessoria de Imprensa Prefeitura de Surubim PE:  A obra de pavimentação da Av. Gilberto Xavier, no bairro do Coqueiro, come...