quarta-feira, 11 de julho de 2018

Estrangeiros são condenados a 12 anos de prisão por assassinato de engenheiro pernambucano no Recife

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Julgamento do austríaco Alfred Hartner e do alemão Hans Herman terminou nesta terça (10). Alison Pereira foi morto no Bar Bamboo, em Boa Viagem, em fevereiro de 2008.Julgamento foi realizado no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, na capital pernambucana (Foto: Reprodução/TV Globo)Julgamento foi realizado no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, na capital pernambucana (Foto: Reprodução/TV Globo)
O austríaco Alfred Hartner e o alemão Hans Herman foram condenados a 12 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato do engenheiro pernambucano Alison Pereira, ocorrido em fevereiro de 2008, no Bar Bamboo, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. O julgamento iniciado na noite de segunda (9) foi concluído na madrugada desta terça (10), no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, em Joana Bezerra, no Centro da cidade.
Mesmo após a condenação, os dois estrangeiros denunciados pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) em 2009 pelo crime de homicídio qualificado permanecem soltos “até que o recurso impetrado pela defesa da dupla, logo após o resultado do júri, seja apreciado”, segundo nota do órgão.
Segundo a promotora de Justiça Rosemary Souto Maior, a pena de 12 anos para cada um é comum em casos similares, onde os acusados não possuem antecedentes criminais. “O Ministério Público não obteve acesso aos antecedentes criminais dos estrangeiros em seus países de origem”, traz o texto.

Entenda o caso

De acordo com o MPPE, as investigações da Polícia Civil apontaram que a vítima foi espancada e estrangulada após discussão e luta corporal com os dois estrangeiros motivadas por homofobia, tendo sofrido uma fratura cervical provocada por um golpe do tipo gravata.
A dupla de estrangeiros foi presa após o crime, mas acabou liberada para responder ao processo em liberdade dois dias depois do assassinato.

Júri adiado

Em 17 setembro de 2014, o primeiro júri da dupla foi remarcado para o dia 29 do mesmo mês uma vez que os advogados dos réus não compareceram à 4ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, no Fórum Thomaz de Aquino, no Centro do Recife. Na segunda ocasião, houve outro adiamento devido à hospitalização do advogado da dupla.
Além dessas duas situações, o júri foi adiado por mais 13 vezes. O último adiamento ocorreu em 12 de março deste ano, diante da ausência do réu Alfred Hartne. Na ocasião, a defesa informou que o austríaco não tinha sido oficialmente intimado a comparecer. Segundo a 4ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, o réu não foi encontrado no seu endereço residencial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeitura de Surubim realiza implantação de tubos drenagem de águas no municipio

Segundo o site Assessoria de Imprensa Prefeitura de Surubim PE: Um antigo desejo dos moradores do bairro Bela Vista está se tornando realida...