quinta-feira, 29 de março de 2018

Feministas e ONGs de direitos humanos, que exaltaram Marielle, se calam sobre a morte de Caroline Pletch

Segundo o site https://jornalivresc.com.br: Apesar da grande repercussão causada pelo assassinato da policial militar Caroline Pletch, do batalhão de Chapecó, em Santa Catarina, o caso não foi exaltado pelas feministas e por setores ligados aos direitos humanos.Caroline Pletch estava de férias com seu marido, o também policial militar Marcos Paulo da Cruz, na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. Estavam jantando em uma pizzaria quando assaltantes chegaram, roubaram os clientes e atiraram em Caroline. Os motivos dos disparos ainda estão sendo investigados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário