Suspeita de aplicar golpes na venda de pacotes de hospedagem em Porto de Galinhas é presa no Recife

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: De acordo com a Polícia Civil, prisão ocorreu na tarde desta terça-feira (30), na residência dela, no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul da cidade.Após prestar depoimento, mulher foi levada para a Colônia Penal Feminina do Recife (Foto: Reprodução/Google Street View)Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (30), uma mulher de 47 anos suspeita de aplicar golpes através da negociação de falsos pacotes de hospedagem em Porto de Galinhas, em Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife. A prisão ocorreu na residência dela, em Boa Viagem, na Zona Sul da capital pernambucana.
“Já sabíamos onde ela morava e fomos à tarde cumprir o mandado. Ela disse que não era culpada e que os proprietários dos apartamentos eram os responsáveis”, afirmou o delegado Erivaldo Guerra, responsável pela prisão e pela investigação do caso, após ouvir o depoimento da mulher. "A gente vai ter que chamar um por um durante os dez dias que temos para concluir o inquérito policial", complementou.
De acordo com a Polícia Civil, a mulher é suspeita de fazer os anúncios falsos dos pacotes de hospedagem na internet. "Ela entrava em contato com alguns proprietários dos flats e, na mesma semana, locava o mesmo apartamento para três, quatro pessoas. Ela recebia o dinheiro dessas pessoas e pagava os proprietários com cheques sem fundo. Então, eles cancelavam os contratos e ela explicava [aos hóspedes] que o problema era outro, como o ar-condicionado quebrado ou problemas no encanamento", explicou o delegado.
Ao todo, 21 boletins de ocorrência de estelionato foram registrados contra ela na Delegacia do Turista e na Delegacia de Estelionato. "Recebemos a notícia de mais ou menos 20 pessoas que foram vítimas dela, do Distrito Federal, de Tocantins, de Minas Gerais e várias pessoas também do Recife tiveram o contrato cancelado. Foi um prejuízo de mais de R$ 59 mil que a gente tem conhecimento", ressaltou Erivaldo Guerra.
Após prestar depoimento na Delegacia do Turista, no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre, na Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, a mulher seguiu para a Colônia Penal Feminina do Recife, no Engenho do Meio, na Zona Oeste da capital pernambucana.

Entenda o caso

Segundo pessoas que afirmam ser vítimas do golpe, a mulher negociava os pacotes de hospedagem, solicitava um pagamento antecipado e, pouco antes do dia previsto para os turistas iniciarem a estada, ela afirmava que o apartamento não poderia ser ocupado devido a problemas estruturais.
"A gente só tem a certeza de que ela agia sozinha. Ela só usava os recepcionistas do hotel para aliciar alguns proprietários. As pessoas confiavam muito nela, ela tinha uma lábia muito forte, a conversa dela era muito boa e, com isso, causou todo esse prejuízo às vítimas", finalizou o delegado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim