Temer se reúne com líderes para tentar garantir rejeição da 2ª denúncia

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br:

Presidente e os ministro Eliseu Padilha e Moreira Franco foram denunciados por organização criminosaTemer se reúne com líderes para tentar garantir rejeição da 2ª denúnciaO presidente Michel Temer está reunido na noite deste domingo, no Palácio da Alvorada, com ministros da área política e lideranças da base aliada no Congresso Nacional. Eles discutem estratégias para garantir a rejeição da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), que será votada no plenário da Câmara na próxima quarta-feira (25). Entre os presentes, estão o ministro Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e o líder do governo na Casa, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Temer, Padilha e Moreira foram denunciados por organização criminosa. O presidente também foi acusado, sozinho, de obstrução de Justiça. A denúncia tem como base as delações dos donos e executivos do grupo J&F, que controla o frigorífico JBS, e do corretor Lúcio Funaro, apontado pelas investigações como suposto operador financeiro do PMDB. A peça acusatória foi apresentada pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot na véspera de ele deixar o cargo, em agosto deste ano.

O presidente da República, ministros e lideranças trabalham para que Temer consiga barrar a segunda acusação na Câmara com pelo menos o mesmo placar da primeira denúncia, por corrupção passiva. A primeira denúncia foi rejeitada pelo plenário da Casa em 2 de agosto por 263 a 227 votos. Embora lideranças da base aliada prevejam que Temer deve ter menos votos a seu favor desta vez, o vice-líder do governo na Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), estima um placar entre 260 e 280 votos pró Temer na segunda denúncia.
De acordo com Mansur, Temer deve se reunir com líderes de partidos da base aliada nesta segunda-feira, 23, e terça-feira, 24, véspera da votação, para tentar resolver insatisfações nos partidos. Sem dar nomes, o parlamentar paulista disse que, no caso do partido dele, o PRB, há uma expectativa de "virar" dois votos que eram contra Temer e poderão passar a ser a favor do presidente. Além do PRB, Temer espera resolver insatisfações no PSD. O líder da sigla, Marcos Montes (MG), tem dito que o número de votos contrários ao presidente podem aumentar de três a cinco na segunda denúncia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim