quarta-feira, 12 de julho de 2017

ONG Visão Mundial participa do relatório nacional sobre os objetivos de desenvolvimento sustentável

Segundo o site imprensa JB Press House Giovanna Leopoldi: Com o objetivo de implementar a agenda 2030, cerca de 40 organizações nacionais e internacionais da sociedade civil irão apresentar documento em reunião na ONU, em Nova York, amanhã 
Nova York, 12 de julho - A Visão Mundial/World Vision, a maior organização não-governamental humanitária do mundo e especializada na proteção à infância, juntamente com outras organizações nacionais e internacionais que formam o grupo de trabalho (GT) em prol da agenda 2030, irá apresentar amanhã (13) o relatório alternativo que coloca em questão os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) das Nações Unidas em Fórum da ONU, que segue até a próxima quarta-feira (19) em Nova York. Para ler o relatório, clique aqui.
No Fórum Político de Alto Nível sobre Desenvolvimento Sustentável, a Visão Mundial faz parte da primeira comissão do Brasil dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) juntamente com a Fundação Abrinq, além de integrar a delegação oficial brasileira. Com o tema “Erradicar a pobreza e promover a prosperidade em um mundo em transformação”, o Fórum levanta 17 temas entre a pobreza, saúde, educação e igualdade de gênero. De acordo com o relatório, o Brasil teve um bom desenvolvimento até 2014 ao atingir o Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM) de reduzir a fome e pobreza. Porém, como mostram dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o percentual da pobreza da sociedade brasileira subiu de 12,7% em 2013 para 13,9% em 2015.
O assessor nacional de advocacy da Visão Mundial, Welinton Pereira, afirma que esse fator é preocupante. “Temos que dar ênfase a ODS1 no combate à pobreza porque o Brasil tem tido um avanço na questão da miséria, mas com as medidas do governo, ao invés de tirarmos as pessoas dessa situação, mais pessoas estarão nesse estado. A Visão Mundial enxerga as crianças que são o principal alvo quando se trata de ajustes fiscais. As medidas do governo vão na contramão de superar a pobreza das crianças”, conta.
O documento critica o posicionamento do governo do Brasil como exemplo a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) no ano passado que limita o aumento dos gastos públicos por 20 anos, além das propostas de reforma previdenciária e trabalhista.
O representante da ONG participou ontem (12), do Ciranda 2030, evento paralelo ao Fórum que reuniu seis organizações, o qual buscou discutir ações conjuntas para a proteção da criança. “O encontro me surpreendeu e teve uma repercussão positiva porque nós convidamos jovens para dar sua posição sobre a agenda 2030. Eles precisam de um mundo melhor onde vai oferecer mais dignidade e melhores condições de vida”, conclui.

Sobre a Visão Mundial
Maior ONG humanitária do mundo, a Visão Mundial Brasil integra a parceria World Vision International, que está presente em cerca de 100 países. No País, a Visão Mundial atua desde 1975 em 10 estados, beneficiando 2,7 milhões de pessoas com projetos nas áreas de educação, saúde/proteção da infância, desenvolvimento econômico e promoção da cidadania. Seus projetos e programas têm como prioridade as crianças e adolescentes que vivem em comunidades empobrecidas e em situação de vulnerabilidade. Mais de 80 mil crianças são atendidas anualmente pela organização. Nesses 40 anos de atuação no Brasil, a Visão Mundial se consolida como uma organização comprometida com a superação da pobreza e da exclusão social - visaomundial.org.br
JB  Press  House
Informações à imprensa
JB Press House
www.jbpresshouse.com

(11) 2599-8249
Giovanna Leopoldi - giovanna@jbpresshouse.com
Júnia Braga - junia@jbpresshouse.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário