sábado, 22 de agosto de 2020

Em julho, Pernambuco registra saldo positivo de empregos pela primeira vez em 2020, diz Caged

 Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambucoDados mostram que no mês foram 26.453 admissões e 21.829 desligamentos. Isso representa 4.624 trabalhadores a mais com carteira assinada.                 Carteira de trabalho — Foto: Heloise Hamada/G1Em julho, Pernambuco registrou saldo positivo na geração de empregos pela primeira vez, em 2020. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e desempregados (Caged), do governo federal.

No sétimo mês deste ano, apontou o Caged, houve 26.453 admissões               e   21.829 desligamentos. Isso representa 4.624 trabalhadores a mais                     com carteira assinada.

Para o governo, os dados de julho mostram uma recuperação da         economia,   em meio à pandemia do novo coronavírus. Ainda de                       acordo com o estado,        o resultado de Pernambuco, no mês,                          é o segundo melhor do Nordeste.

Este ano, no primeiro semestre, os saldos de empregos foram                           negativos. Em janeiro, o índice ficou em menos 492 vagas.                           Fevereiro, antes do  início da pandemia, teve menos                                             335 vagas geradas, na comparação entre admissões e desligamentos.

Os piores meses foram março, com menos 28.553 empregos,                              e abril, com menos 27.254 vagas. Em maio, o saldo negativo foi                         de 7.704        empregos e junho, teve menos 3.407 vagas.

No acumulado do ano, o saldo é negativo de 63.101 vagas. Entre               janeiro e julho, houve 175.907 admissões e 239.008 demissões,                    segundo o  Caged.

Os setores que mais geraram empregos, em julho, em Pernambuco foram indústria (2.470),                                       agropecuária (1.252) e construção (1.095).                                                                                                             Brasil

De acordo com o Caged, o emprego formal no Brasil apresentou                     expansão em julho de 2020, apontando saldo de 131.010 postos                      de trabalho. Esse resultado decorreu de 1.043.650 contratações e                            de 912.640 demissões


No acumulado do ano, foi registrado saldo de menos                                1.092.578 empregos, decorrente de 7.821.801 admissões e                               de 8.914.379 desligamentos. Os dados podem ter reajustes,                         segundo o governo.                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário