quarta-feira, 1 de julho de 2020

Restaurantes abrem nesta quarta em Belém. Veja os protocolos!

Segundo o site https://www.romanews.com.brRestaurantes e lanchonetes de Belém reabrem a partir desta quarta-feira, 01, em Belém. A medida é mais um passo na retomada gradual das atividades economia na capital, após a paralisação para conter o avanço da pandemia de covid-19.Restaurantes abrem nesta quarta em Belém. Veja os protocolos! - Crédito: Adrielle BritoOs restaurantes, bares e lanchonetes estavam fechados na capital desde o dia 21 de março. Segundo a Prefeitura de Belém, os bares devem continuar fechados, ainda sem previsão de volta.
Segundo o decreto publicado no Diário Oficial do Município do dia 24 de junho, as principais medidas são o funcionamento com somente 40% da capacidade, respeitando a distância entre as mesas, e o horário de funcionamento de 11h às 15h e de 19h às 23h.
“Estamos monitorando a ocupação dos leitos. Se houver um crescimento expressivo, vamos ter que recuar. As pessoas têm de saber que a doença continua dentro de Belém, mas não podemos continuar com todas as atividades econômicas fechadas”. “A recomendação no momento é de não abrir as praias”, disse o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho.
Confira as principais medidas de segurança que deverão ser adotadas pelos estabelecimentos:
- Borrifação de álcool 70% na entrada, ou indicação da obrigatoriedade de seu uso na entrada, uso de totens com álcool 70% ou dispensadores, fiscalização do uso correto da máscara e aferição de temperatura dos clientes e colaboradores na entrada do estabelecimento
- Realizar controle de pessoas, mantendo a lotação máxima de 40% da capacidade do espaço apenas com pessoas sentadas;
- Ajustar o layout do salão de forma a manter distância mínima de dois metros entre as mesas e um metro entre cadeiras e banqueta;
- O Balcão servirá apenas de apoio, não devendo haver consumo por clientes no mesmo;
- Fazer demarcação de distanciamento de 1,5 metro no balcão da lanchonete, disponibilizando alimentos prontos, devidamente protegidos e embalados para consumo;
- Restringir, o máximo possível, os serviços de atendimento a mesa do cliente;
- Manter a distância mínima de 1,5 metro entre pessoas, nas filas de acesso ao elevador, escadas, balcões, caixa eletrônico, guichê de pagamento e outros;
- Não permitir pessoas transitando nas áreas comuns (fora das mesas) sem o uso de máscaras de proteção;
- Organizar pessoas em filas na parte externa do estabelecimento, para que não haja aglomeração, recomenda-se a fixação de indicadores visuais que possibilitem organização dessas filas com distanciamento de 1,5 metro;
- Priorizar pagamento com cartões de crédito ou débito, de preferência utilizando a tecnologia de aproximação ou que o cliente insira o próprio cartão;
- Disponibilizar a todos os clientes e funcionários acesso fácil a pias providas de água corrente, sabonete líquido, toalhas descartáveis não recicláveis, lixeiras com tampa acionada por pedal, na indisponibilidade de pias manter frascos com álcool 70% gel para uso de funcionários e clientes;
- Disponibilizar frascos com álcool 70% gel para uso individual em cada mesa de atendimento ao público;
- Manter os pratos e talheres higienizados e devidamente embalados individualmente de forma a evitar a contaminação;
- Proibir o uso de bebedouros de uso comum;
-Proibir a realização de eventos que gerem aglomerações;
- Fica proibido o uso de buffet self service, sendo autorizado somente a comercialização de pratos a Lá Carte;
- Espaços kids devem permanecer fechado;
- Restringir aos clientes a permanência máxima de 2 horas nos serviços de alimentação;
- Colaboradores do grupo de risco devem permanecer em casa e realizar serviço em regime de home-office ou teletrabalho nas áreas administrativas;
- Quem reside com pessoas do grupo de risco também deve realizar preferencialmente serviço em regime de home-office ou ser readaptado para serviços que não tenha contato próximo;
- Designar funcionários devidamente equipados com máscaras, luvas e faceshield, quando necessário, para organizar a entrada e evitar aglomerações
- Manter todos os ambientes ventilados;
- Reforçar o serviço de limpeza e higienização no estabelecimento, com frequência mínima de cada duas horas nas mesas, maçanetas, banheiros, pisos e paredes, com a utilização de EPI’s (luva de borracha, avental, calça comprida, sapato fechado) pelo trabalhador da higienização
- Ao fim de cada troca de cliente realizar a desinfecção dos mobiliários e equipamentos utilizados no atendimento, friccionando por 20 segundos com pano seco e limpo embebido com álcool 70% ou outro desinfetante apropriado para o uso;
- Manter a renovação de ar exigida das áreas comuns;
- Realizar a manutenção periódica dos aparelhos de ar condicionados de uso comum, limpar os filtros dos equipamentos pelo menos uma vez a cada quinze dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário