sábado, 27 de junho de 2020

Suspeito do estupro de menores é brutalmente espancado na Comunidade Atílio Marotti e morre a caminho do hospital

Segundo o site https://odia.ig.com.brEm depoimento, esposa disse à polícia que a vítima estava em casa quando foi chamado pelos agressores. Minutos depois, vizinhos alertaram a mulher sobre o ocorrido                      A vítima foi espancada e teve o corpo deixado em uma vala da comunidade. Crime pode ter sido uma Petrópolis - Um homem de 46 anos morreu após ser violentamente espancado, no início da noite desta quinta-feira, no bairro Atílio Marotti. Giovani de Brito, de 46 anos, chegou a ser socorrido com vida pelo Corpo de Bombeiros, mas morreu na ambulância, a caminho do hospital.

O crime aconteceu na Rua Manoel Pinto Filho, nas proximidades da casa da vítima e, de acordo com a delegada Juliana Ziehe, titular da 105ª DP, já foi feita a perícia do local e os investigadores aguardam a liberação do laudo de necrópsia. “A Polícia Civil foi acionada logo depois do fato e agora estamos investigando a autoria do crime”, disse a delegada. “A vítima já vinha sendo investigada como sendo o suspeito pelo estupro de alguns menores. Não podemos divulgar informações sobre esse caso”, acrescentou a delegada.

A esposa de Giovani disse à polícia que ele estava em casa quando alguém chamou por ele do portão. A vítima saiu para atender, porém, cerca de 20 minutos depois, vizinhos alertaram a mulher sobre o ocorrido. O marido havia sido espancado por cerca de seis pessoas e, em seguida, foi jogado em uma valeta.

Peritos da Polícia Civil recolheram, no local, pedaços de madeira e barras de ferro quebradas, os quais teriam sido utilizados pelos agressores. Assim como a motivação do crime, os investigadores buscam a identificação dos envolvidos no ataque. Até o momento as investigações apontam para uma possível vingança devido às acusações dos supostos estupros praticados pela vítima a menores de idade, moradores da comunidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário