quinta-feira, 18 de junho de 2020

Polícia arrombou portão da casa onde Queiroz foi preso; local era monitorado há 10 dias

Segundo o site https://odia.ig.com.br: Ao ser encontrado, o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro afirmou estar muito doentePM reformado foi encontrado em uma casa de AtibaiaSão Paulo - O local onde o PM reformado Fabrício Queiroz foi preso, na manhã desta quinta-feira, uma casa do advogado Frederick Wasseff, localizada em Atibaia, no interior de São Paulo, era monitorada pela Polícia Civil paulista há pelo menos 10 dias.
O delegado responsável pelo caso contou à TV Globo que os policiais precisaram arrombar o portão e a porta da residência. No período em que o imóvel foi monitorado, os agentes desconfiaram da movimentação no local, que estaria, teoricamente, vazio.
Queiroz não saiu da casa em nenhum momento ao longo dos 10 dias. Ele não resistiu à prisão, mas afirmou estar muito doente.
Além de prender o PM, os oficiais também apreenderam dois aparelhos de celular que estavam com o ex-assessor e documentos que eram guardados por ele no local, segundo a revista Veja. 
Preso, Queiroz foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo, onde fez exame de corpo de delito. Em seguida, ele foi encaminhado à sede da Polícia Civil do estado. Ele deve ser encaminhado ao Rio ainda hoje.A prisão do PM faz parte da Operação Anjo, que investiga diversos repasses ilegais na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), na época em que o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) era deputado estadual. A ação também cumpre medidas contra o servidor do Parlamento fluminense Matheus Azeredo Coutinho; os ex-funcionários da Casa Luiza Paes Souza e Alessandra Esteve Marins; e o advogado Luis Gustavo Botto Maia.
Frederick Wasseff é advogado de Flávio Bolsonaro na investigação do caso da "rachadinha" na Alerj. O Ministério Público do Rio (MPRJ) apura desvios que chegam a R$ 1,2 milhão em verbas parlamentares no período em que Queiroz trabalhava para o filho de Jair Bolsonaro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário