sábado, 20 de junho de 2020

PM do Raio é assassinado em tentativa de assalto na Praia do Cumbuco; suspeito é morto pelo soldado

Segundo o site https://www.opovo.com.brSoldado Emerson da Silva Lima é o sexto agente de segurança assassinado desde abril no CearáPM do Raio foi morto em tentativa de assalto na Caucaia  (Foto: Reprodução/ Twitter)Na noite desta sexta-feira, 19, o Policial Militar (PM) Emerson da Silva Lima, de 30 anos, foi assassinado em uma tentativa de assalto na Praia do Cumbuco, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Houve troca de tiros com dois suspeitos e um deles foi morto pelo policial antes do soldado ser atingido.                        Em nota, a Polícia Militar do Ceará (PMCE) informou que ele estava de folga junto com a namorada na Praia do Cumbuco no momento em que foi surpreendido por dois suspeitos, por volta das 19h22min. Antes de ser atingido por um disparo de arma de fogo, o agente baleou um dos suspeitos, que morreu no local.
De acordo com informações do colunista do O POVO, Ricardo Moura, fornecidas por um outro PM, Lima teria sido encaminhado para o Hospital Municipal de Caucaia, mas não resistiu.
A PMCE ainda informa que o segundo suspeito, um adolescente de 17 anos, foi capturado logo depois e encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). Na ação, foi apreendido um revólver calibre 38 utilizado por eles na tentativa de assalto.
O PM foi o sexto agente de segurança assassinado desde abril no Ceará. Lima entrou para a PM em 2017 e estava lotado no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio).
Em seu site, a entidade prestou suas condolências à família do soldado assassinado e afirmou que desde o ingresso na corporação, em 27 dezembro de 2017, ele desempenhou um trabalho intensamente dedicado em prol da segurança da população cearense. O comando afirmou que se solidariza com "a dor dos familiares e amigos, ao tempo em que todos os meios disponíveis da PMCE foram disponibilizados para o apoio à família do militar".

Crimes contra agentes de segurança no Ceará

No dia 21 de abril, o policial militar, sargento Carlos Alberto de Figueiredo Junior, PMCE, foi morto. O agente de segurança estava na avenida 13 de Maio quando foi abordado por assaltantes. Houve uma troca de tiros e ele foi atingido na cabeça. O policial chegou a ser levado ao Instituto Doutor José Frota (IJF), mas não resistiu aos ferimentos.
No dia 22 de maio, a policial penal Ana Paula Vieira Oliveira foi morta durante um assalto na BR-116, em Itaitinga. O veículo da agente apresentou problemas e ela teve de chamar um reboque. Enquanto aguardava, os criminosos se aproximaram para roubá-la. A vítima foi atingida por um tiro durante a ação criminosa e não resistiu aos ferimentos.
No dia 6 de junho, o subtenente do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Francisco Augusto da Silva, de 46 anos, foi vítima de latrocínio no bairro Vila Manuel Sátiro, em Fortaleza. Era manhã de sábado quando o policial saiu de casa para trabalhar e foi surpreendido por um criminoso. O PM chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.
No dia 9 de junho o ex-PM condenado pelo "caso iraniano" foi morto a tiros em Fortaleza. Jean Charles da Silva Libório era sargento da PMCE quando foi acusado de comandar assassinatos a mando do iraniano Farhad Marzivi.
Nesta sexta-feira, 12, Daniel Campos Menezes, soldado da Polícia Militar do Ceará pronunciado por participação no caso Curió, em que 11 pessoas foram executadas, em novembro de 2015. O soldado foi morto a tiros. Conforme a Polícia Militar, o agente de segurança foi vítima de latrocínio.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário