sexta-feira, 19 de junho de 2020

Homicídios aumentam 18,2% em Pernambuco no mês de maio

Segundo o site https://flaviochaves.com.brDados foram divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS)Encontro vai discutir aumento da violência no Nordeste. Foto: JC Imagem/ArquivoFOTO: Encontro vai discutir aumento da violência no Nordeste. Foto: JC Imagem/Arquivo
Por Felipe Vieira, da coluna Grande Recife
O mês de maio representou um aumento de 18,2% no número de assassinatos em Pernambuco com relação ao mesmo período de 2019. Foi justamente em maio deste ano que o governo do Estado adotou o lockdown, ou quarentena rígida (dos dias 16 a 31) na tentativa de aumentar o isolamento social e achatar a curva de infecções pelo novo coronavírus. Em números absolutos foram 350 ocorrências, contra 296 em maio do ano passado.
Os dados mostram que os efeitos da pandemia na criminalidade ainda são motivo de controvérsia. A expectativa original era de que um número reduzido de pessoas nas ruas por causa do isolamento tivesse efeito na redução de homicídios. Mas a soma dos cinco primeiros meses do ano – o isolamento começou no final de março – mostra que houve aumento de 10,7% nos assassinatos. Foram 1.664 mortes violentas em Pernambuco de janeiro a maio deste ano, contra 1.503 no mesmo espaço de tempo em 2019.
Em nota enviada à Imprensa, a Secretaria de Defesa Social explica que segue empenhada em desarticular grupos criminosos que seriam os responsáveis pela maior parte dos homicídios. “Nossos esforços são para frear o aumento dos assassinatos que vem acontecendo em todos os estados brasileiros este ano, e retirar de circulação organizações criminosas que ameaçam a vida dos pernambucanos. Já conseguimos prender 866 acusados de homicídio este ano, 160 deles somente em maio passado. Esse é um trabalho incessante, que continua ao mesmo tempo em que desenvolvemos operações em outras frentes, como a de garantir o respeito às medidas sanitárias contra a covid-19. Em todos os casos, nosso objetivo é um só: proteger a vida da população do nosso Estado”, afirma o secretário titular da SDS, Antonio de Pádua.
De acordo com a SDS, a região de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste, teve o mais baixo índice de homicídios em 12 anos. Foram quatro homicídios em maio – o menor número foi o de três assassinatos em julho de 2008, um ano e meio após a criação do Pacto pela Vida.
A área norte do Grande Recife – antigo calo da SDS – ficou com o número mais baixo em quase quatro anos: 12 assassinatos contra 9 ocorridos em julho de 2016.
Outra curiosidade anunciada pela secretaria é que houve sete dias do mês passado em que nenhum homicídio ocorreu em todos os municípios do Sertão.
Ainda segundo a SDS, as denúncias de violência doméstica contra a mulher e de estupro em Pernambuco reduziram-se em maio e no conjunto dos cinco meses iniciais de 2020. “Especificamente no quinto mês deste ano, a redução alcançou -23,51% quanto aos casos de violência doméstica. Se em maio de 2019 haviam chegado 3.573 denúncias à polícia sobre esse crime, no de 2020 registraram-se 2.733 boletins de ocorrência do tipo. Ao analisar os dados de janeiro a maio, a queda ficou em -10,62%, pois o total de denúncias diminuiu de 17.947 nesse intervalo no ano passado para 16.041 no ano corrente”.
NE10/JC ON-LINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário