domingo, 14 de junho de 2020

Clarissa Tércio: “Em nenhum momento declarei ser pré-candidata a prefeitura do Recife”

Segundo o site https://portaldeprefeitura.com.br: A deputada estadual pelo PSC-PE, informou que surgiu de forma espontânea o clamor de grande parte dos cristãos e pela direita conservadora, que se identificam com as pautas que ela defende.Clarissa Tércio: “Em nenhum momento declarei ser pré-candidata a prefeitura do Recife”Clarissa Tércio, deputada estadual (PSC-PE), esclareceu recentemente algumas questões sobre pré-candidatura a prefeitura do Recife.
A deputada deixa claro que em nenhum momento se declarou ser pré-candidata. Afirma que mudou o título de eleitor, pois o esposo tem domicílio eleitoral no município.
Contudo, enfatizou que a possível candidatura surgiu da vontade popular com o clamor espontânea de grande parte dos cristãos e pela direita conservadora, que se identificam com as pautas que defende.
 Me coloquei à disposição do povo mas logo identificamos a inviabilidade de uma possível candidatura, devido ao prazo do título de eleitor.
A deputada estadual Clarissa Tércio (PSC),  foi procurada pelo Portal de Prefeitura para comentar sobre a informação de que seu título eleitoral não teria sido transferido para capital pernambucana.
É possível conferir o domicílio eleitoral e local de votação da deputada em uma simples consulta no site do TSE.
“Eu voto no Parque de Exposição do Cordeiro. Fiz a transferência, sim”, afirmou a deputada ao Portal de Prefeitura.

Clarissa Tércio emite

“Em nenhum momento declarei ser pré-candidata a prefeitura do Recife. Simplesmente mudei meu título de eleitor, pois meu esposo tem domicílio eleitoral no município.
Nesse meio tempo, surgiu a solicitação da minha candidatura por vontade popular, principalmente por clamor de grande parte dos cristãos e pela direita conservadora, que se identificam com as nossas pautas.
Sendo assim, me coloquei à disposição do povo mas logo identificamos a inviabilidade de uma possível candidatura, devido ao prazo do título de eleitor”.
Eleições 2020
A discussão sobre o adiamento das eleições municipais 2o20 é longa e divide opiniões. No ponto de vista do presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroudi, a realização da votação não deve ser feita nem mesmo ainda este ano.Segundo ele afirmou em entrevista ao Brasil 61, não é uma boa ideia por causa dos efeitos da pandemia do coronavírus que devem perdurar por meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário