domingo, 17 de maio de 2020

Pedreiro sofre AVC e vai para hospital de campanha sem ter Covid-19 em SP

Segundo o site https://g1.globo.com/spDe acordo com familiares, Cristiano Lima corre risco de contrair a doença após ter sido internado na unidade mesmo testando negativo para o coronavírus em Guarujá, no litoral paulista.Pedreiro foi internado em hospital de campanha para tratamento de casos de coronavírus após sofrer AVC — Foto: Arquivo PessoalUm pedreiro de 36 anos deu entrada em um hospital de campanha para tratamento de pacientes com Covid-19 mesmo testando negativo para a doença, após ser diagnosticado com pneumonia e sofrer duas paradas cardíacas e um acidente vascular cerebral (AVC) enquanto estava internado em uma unidade de saúde de Guarujá, no litoral de São Paulo. A família teme que ele seja infectado pelo novo coronavírus e não resista.
Segundo a família, os sintomas começaram no dia 26 de abril, quando    Cristiano passou a apresentar tosse e febre e buscou o primeiro         atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Matheus Santamaria, o 'PAM da Rodoviária'. O pedreiro chegou a ser atendido                 e liberado pela equipe médica três vezes antes de ser internado.
De acordo com a irmã do paciente, a estudante Keli Cristina Lima,                     de 26 anos, Cristiano teve uma piora súbita no dia 2 de maio, quando                   foi levado de ambulância. Na unidade, o pedreiro passou pelos testes                para detecção da Covid-19 e teve resultado negativo para a doença,              sendo diagnosticado com pneumonia.
No entanto, conforme Keli, a gravidade do estado de saúde de Cristiano                fez com que ele sofresse duas paradas cardíacas e um AVC. Foi                      quando a equipe médica da UPA relatou a necessidade da transferência            do paciente para um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no               Hospital Santo Amaro.                 Pedreiro diagnosticado com pneumonia foi internado em hospital de campanha para tratamento de Covid-19 — Foto: Arquivo PessoalNa última sexta-feira               (15), 13 dias após a internação, a família de Cristiano teve a notícia                   de que ele seria transferido para o Hospital Santo Amaro. Porém,                       devido a complicações médicas, a transferência acabou sendo adiada                 para este sábado (16) e,   mesmo depois do paciente ser levado ao                  hospital e passar por uma   tomografia, a internação foi cancelada                        pela equipe do hospital, explica                a irmã.
"Falaram que o estado dele tinha desestabilizado e que ele seria                  transferido pela manhã, mas depois ligaram para a gente e falaram                 que os médicos recusaram a internação e que perdemos a vaga.                       É um tratamento mais difícil e não temos outra opção na cidade",                      afirma Keli.
A estudante relata que, como alternativa, a equipe de Saúde de                      Guarujá optou por transferir o paciente, ainda no sábado, ao hospital                   de campanha, voltado ao tratamento de pacientes com coronavírus,              adaptado na Base Aérea de Santos, localizada no Distrito de Vicente                  de Carvalho. A mudança, porém, causa preocupação à família de                  Cristiano, pelo risco de ele contrair a Covid-19.
"Está sendo muito difícil, os médicos da UPA já deixaram bem claro                    que o hospital de campanha não tem estrutura para o caso dele, fora              que não vamos ter acesso para visitar o Cristiano. É um risco a mais               que ele corre lá", finaliza a irmã.                                                                                Em nota, a Prefeitura de Guarujá informou que o paciente Cristiano                Lima já passou pelo Hospital Santo Amaro, onde foi realizada uma                 tomografia que apontou um quadro sugestivo para Covid-19,                            apesar da doença não ter sido confirmada. Em razão disso, o                              HSA optou por não  internar o paciente na UTI geral do hospital,                           tendo em vista que a UTI destinada a doentes acometidos pela                          Covid-19 já estava lotada. Por esse motivo, o encaminhou para                            o hospital de campanha, específico para  Covid-19, onde está                            internado em estado grave.

Nenhum comentário:

Postar um comentário