quarta-feira, 29 de abril de 2020

No AC, comércio pode ser reaberto na próxima segunda e retorno das aulas em junho

Segundo o site https://contilnetnoticias.com.brGoverno se reuniu com representantes do comércio. Uma nova reunião ocorre nesta quarta com a presença da prefeita Socorro NeriA reabertura do comércio foi tratada durante videoconferência nesta terça-feira, 28, pela equipe de governo e presidentes da Associação Comercial, Industrial e de Serviços Agrícolas do Acre (Acisa), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-AC), Federação do Comércio do Estado do Acre (Fecomércio-AC) e Federação das Industrias do Estado do Acre (Fieac-AC).
De maneira unânime, os representantes da classe empresarial e industrial defenderam a retomada do comércio de forma gradativa e com os devidos cuidados de higienização, utilização de máscaras e limitação de clientes no interior dos estabelecimentos.             O presidente da Acisa disse estar preocupado com a baixa da economia e, sobretudo, com as consequências que isso já está causando. Celestino Bento citou o fechamento de empresas e crescimento do desemprego no Acre. Para ele, a reabertura do comércio é necessária, assim como a adoção de medidas de segurança sanitária para evitar a proliferação do vírus.
“Estamos preocupados neste momento tão crítico e delicado de saúde pública. Temos que salvar vidas, salvar empresas e salvar empregos. Este é um denominador que precisamos entrar em um meio termo para que não haja um desgaste em ambas as partes. A Acisa tem conversado com todos os segmentos e propondo a reabertura do comércio gradativamente e conforme manda a OMS. Obedecendo todos os cuidados com seus colaboradores e clientes, como a utilização de máscaras e evitando qualquer tipo de contato”, salientou.                           

Prioridade do Governo do Acre é salvar vidas

O secretário da Casa Civil foi enfático ao afirmar que a principal prioridade do governador Gladson Cameli é salvaguardar vidas. Ribamar Trindade compreende a crise enfrentada pelo setor empresarial, mas que neste momento, o Estado está focado em ações de enfrentamento ao novo coronavírus e não tomará decisões precipitadas que venham prejudicar a população.
“O governador Gladson Cameli vem demonstrando que salvar vidas é a prioridade número um. A quantidade de novos leitos de UTI foi ampliada, equipamentos e insumos estão sendo adquiridos, apesar de todas as dificuldades, e o Estado também está empenhado para contratar novos profissionais para a Saúde”, pontuou.
O mesmo ponto de vista também foi defendido pelo secretário de Saúde. Apesar de todos os esforços adotados antes mesmo da confirmação dos primeiros casos da doença no Acre, a estrutura existente não será capaz de atender todos os pacientes que precisarem de cuidados hospitalares, como vem acontecendo em vários países.
“A situação de pandemia é extremamente preocupante. Nosso vizinho estado do Amazonas já entrou em colapso e com o número crescente de novos casos confirmados e óbitos. Queremos evitar que isso aconteça em nosso estado. Além de todos os investimentos que estamos fazendo, entendemos que o distanciamento social, uso de máscara e demais cuidados são fundamentais para conter o vírus e tentar evitar o pior”, revelou Bestene.
Segundo o procurador-geral do Estado, João Paulo Setti,  o governo já possui datas pré-estabelecidas para a retomada das atividades, porém, a medida só será colocada em prática com a confirmação na redução do número de casos de coronavírus e rigorosa análise do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.
“Com os devidos cuidados que serão estabelecidos no decreto, no dia 4 de maio será concedida a reabertura do comércio. No dia 18 de maio, será a vez do retorno do serviço público, e no dia 1º de junho, a retomada das aulas. No entanto, o cronograma de reabertura depende da avaliação criteriosa da comunidade científica, e pode ser revisto a qualquer tempo. Tudo isso dependerá de uma criteriosa avaliação por parte de especialistas”, enfatizou.
Ao fim da reunião, uma cartilha contendo regras para a reabertura do comércio foi entregue pela classe empresarial ao governo do Estado. Além da avaliação das propostas, ficou definido um novo encontro nesta quarta-feira, 29, com a presença do governador Gladson Cameli e da prefeita de Rio Branco, Socorro Neri.
O encontro contou com a participação da secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique; da secretária da Fazenda, Wanessa Brandão; do secretário de Planejamento, Ricardo Brandão; do secretário municipal da Casa Civil, Márcio Oliveira; do presidente da Fieac, José Adriano; do presidente da Fecomécio-AC, Leandro Domingos; e do presidente da Abrasel-AC, Paulo Brum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário