segunda-feira, 16 de setembro de 2019

No Rio de Janeiro, jogo eleitoral muda com prisões da Lava-Jato e ascensão do PSL

Segundo o site https://oglobo.globo.com/brasilO quadro de pré-candidaturas para as eleições municipais do próximo ano no Rio e nos seis maiores colégios eleitorais da Baixada Fluminense e da Região Metropolitana reflete as cicatrizes da Lava-Jato e o surgimento de nomes do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro .
Contexto: Os antigos líderes do MDB do Rio estão ou já passaram pela cadeia após escândalos de corrupção. Por outro lado, as forças bolsonaristas tentam se cacifar nas cidades mais populosas do estado. Já o PSC, do governador Wilson Witzel, busca alianças, assim como as siglas de esquerda, enfraquecidas, que planejam remodelar seus discursos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário