quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Presidentes de países que têm Floresta Amazônica vão se reunir no dia 6, diz Bolsonaro

Segundo o site https://www.agoranoticiasbrasil.com.brDe acordo com o presidente, encontro deverá ocorrer em Leticia, na Colômbia. Apesar de ter território amazônico, Venezuela não foi convidada.
O presidente Jair Bolsonaro informou nesta quarta-feira (28) que no próximo dia 6 de setembro presidentes de países com território amazônico se reunirão para discutir uma “política única” de preservação e desenvolvimento da região.
O encontro, segundo Bolsonaro, deverá ocorrer em Leticia, na Colômbia. O presidente disse que a Venezuela, apesar de possuir território de floresta, não foi convidada.
Bolsonaro deu a declaração no Palácio da Alvorada, ao lado do presidente do Chile, Sebastian Piñera, que viajou a Brasília para uma visita oficial.                                                                              “Estaremos reunidos com esses presidentes, exceto o da Venezuela, para discutir uma politica única nossa de preservação do meio ambiente e bem como exploração de forma sustentável da nossa região”, disse Bolsonaro. O presidente não informou a relação completa dos países que participarão do encontro. Existe um grupo, chamado Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), que reúne os seguintes países:
Brasil
Bolívia
Colômbia
Equador
Guiana
Peru
Suriname
Venezuela                                                                                                                                              O aumento das queimadas na floresta geraram uma crise ambiental e política dentro do governo nos últimos dias. O tema foi tratado em reunião do G7 (grupo que reúne sete das principais economias do mundo). Anfitrião do G7, o presidente da França, Emmanuel Macron, foi uma das vozes que mais se levantaram contra a política do governo brasileiro para o meio ambiente. Ele chegou a dizer que Bolsonaro mentiu sobre sua preocupação com a preservação da floresta e o cumprimento do Acordo de Paris. Em resposta, Bolsonaro recusou ajuda financeira oferecida por Macron em nome do G7 para combater as queimadas e sugeriu que o presidente francês tem interesses econômicos na Amazônia.
A França também possui território amazônico, na Guiana Francesa, departamento ultramarino do país europeu. Bolsonaro disse, no entanto, que o encontro em Leticia será exclusivo para líderes da América do Sul.                                                                                                                               

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atos contra Gilmar Mendes e o STF não contam com MBL e Vem Prá Rua

Segundo o site  https://www.esmaelmorais.com.br :  Os atos convocados para este domingo (17) por bolsonaristas e lavajatistas pelo impeachme...