sábado, 24 de agosto de 2019

Jovem que perdeu couro cabeludo em kart passa por transplante de pele em Ribeirão Preto

Segundo o site https://g1.globo.comProcedimento neste sábado (24) deve durar cerca de 7 horas. Sete profissionais, entre anestesistas e microcirurgiões plásticos, participam da cirurgia no Hospital Especializado.
A jovem Débora Dantas de Oliveira, que teve o couro cabeludo arrancado em um acidente de kart no Recife (PE), será submetida neste sábado (24) a uma cirurgia que deve demorar em torno de sete horas no Hospital Especializado, em Ribeirão Preto (SP).

O transplante de pele para encobrir parte da testa e das costas da paciente foi programado para começar às 7h e envolve sete profissionais, incluindo dois anestesistas e cinco cirurgiões.
A equipe conta com o médico americano Marco Maricevich, especialista em microcirurgia habituado a atender casos semelhantes nos Estados Unidos. Ele chegou ao interior de São Paulo na tarde de sexta-feira para acompanhar o caso e está otimista para a recuperação de Débora                  O médico Alex Fioravanti, que também faz parte do corpo clínico responsável, explicou que, depois de a paciente ser anestesiada e monitorizada, a equipe fará uma preparação dos vasos sanguíneos na região do pescoço, retirar um músculo na região dorsal e, aí sim, encobrir a área exposta do crânio.
Concluídos os trabalhos deste sábado, Débora ainda será submetida a outras cirurgias para reconstituição do couro cabeludo e detalhes estéticos.
"[Essa cirurgia] serve para proteger o osso do crânio. Esse osso exposto tem risco de infecção e risco de morte do osso mesmo, então o músculo, além de cobrir a calota craniana, também leva um aporte sanguíneo ajudando na vitalidade do osso do crânio", disse.
O transplante é considerado pelo hospital o primeiro procedimento cirúrgico de grande porte desde a chegada da paciente a Ribeirão, no último domingo (18).
Até então, ela tinha sido submetida a outras cirurgias de menor proporção, como para retirada de um reimplante que apresentou problemas graças à formação de coágulos e da reconstituição das pálpebras da jovem.
Centro cirúrgico em Ribeirão Preto onde Débora de Oliveira será submetida a cirurgia após acidente de kart — Foto: Reprodução/EPTV

O acidente

Débora participava de uma corrida de kart com o namorado na tarde de 11 de agosto, em uma pista no estacionamento do Walmart, em Boa Viagem, na zona Sul do Recife, quando o cabelo dela, que era na altura da cintura, soltou da touca e ficou preso no motor.
  A pele foi arrancada desde a altura dos olhos até a nuca da jovem, que foi socorrida pelo namorado e levada ao Hospital da Restauração, na capital pernambucana. Tumajan disse que pegou "o rosto dela na mão", colocou em uma sacola e correu para levá-la ao hospital.
O reimplante foi feito no atendimento de emergência. Os médicos conseguiram recuperar e reimplantar 80% da área atingida. Após o reimplante, Débora ainda passou por outra cirurgia para a retirada de trombos que surgiram.
Débora Dantas, de 19 anos, sofreu escalpelamento após acidente com kart no Recife — Foto: Acervo pessoal
Na quinta-feira (15), os médicos já haviam apontado o risco de o procedimento inicial não funcionar devido a obstruções em veias e artérias da área operada. Marco Maricevich, que acompanhava o caso à distância, apontou a necessidade de transferir Débora para um centro de referência em cirurgia reconstrutiva para que o tratamento avançasse.
No domingo (18), Débora deixou o Hospital da Restauração e foi transferida em um avião particular de pequeno porte para Ribeirão Preto. A aeronave pousou no Aeroporto Leite Lopes no fim da tarde e uma ambulância levou a jovem até o Hospital Especializado, onde ela segue internada na UTI.
Pista de kart onde ocorreu o acidente foi periciada pelo Instituto de Criminalística nesta terça-feira (13) — Foto: Isabela Veríssimo/G1                                                                                                                                                                                      A assessoria do Walmart informou que desde o acidente tem prestado todo o suporte necessário à Débora. Tanto o transporte dela, quanto do noivo, de Recife para Ribeirão Preto, assim como o tratamento médico particular, estão sendo custeados pela empresa.
          

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Globo assume que errou ao produzir reportagem sobre o curso de Heloisa Bolsonaro

Segundo o site  https://noticiabrasilonline.com/globo- :  Em nota intitulada “Uma explicação necessária”, publicada na noite desta segunda-f...