segunda-feira, 20 de maio de 2019

Famílias podem movimentar R$ 4,7 tri no ano; estímulo ao emprego sofre contingenciamento e outras notícias

Segundo o site https://www.linkedin.com: Famílias podem movimentar R$ 4,7 tri em 2019.
O número, referente ao volume do consumo das mesmas, está em estudo do IPC Maps – que afirma ainda que essa quantia irá representar 64,8% da somatória de bens e serviços do ano. As capitais, ainda segundo o levantamento, irão perder espaço no consumo, reduzido de 29,6% em 2018 para 28,9% este ano. O interior, por sua vez, terá aumento: de 54%, em 2018, para 54,4% a movimentação de recursos em 2019. • Veja o que estão dizendo sobre o assunto.
Ações de estímulo ao emprego sofrem cortes. Um levantamento da Associação Contas Abertas aponta que 25,2% dos recursos voltados para a área estão bloqueados. O maior contingenciamento foi na verba destinada ao sistema de integração das ações de emprego, trabalho e renda, que perdeu R$ 44,8 milhões. O projeto de modernização e ampliação da rede de atendimento do programa do seguro-desemprego, do Sistema Nacional de Emprego, perdeu R$ 9,6 milhões. Os recursos para cadastros públicos na área de trabalho e emprego foram reduzidos em de R$ 4,1 milhões. • Veja o que estão dizendo sobre o assunto.
Indústria de games cresce 30% no Brasil. De acordo com o último censo do setor divulgado pelo Ministério da Cultura, o número de jogos eletrônicos produzidos no país foi de 754 para 956 entre 2016 e 2017. Atualmente, o Brasil é o 13º maior mercado consumidor de games, com mais de um smartphone ativo por habitante — o volume supera 306 milhões de aparelhos, segundo estimativa da Fundação Getúlio Vargas. De 2014 a 2018, as empresas desenvolvedoras foram de 142 a 375. • Veja o que estão dizendo sobre o assunto.
Anvisa acena para regulação de maconha medicinal. Renato Porto, diretor da agência, manifestou ao setor seu desejo de deslanchar a regulação para o plantio da cannabis com fins medicinais no Brasil. As startups do mercado de maconha medicinal, no entanto, permanecem céticos, pois lembram das promessas de consulta pública não cumpridas do ex-presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa. Atualmente, os pacientes que precisam do tratamento só conseguem ter acesso ao produto por meio de importação, que encarece a medicação. • Veja o que estão dizendo sobre o assunto.
Passageiro pagaria para reduzir emissão de carbono do voo. Segundo estudo realizado pelo Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia, quase 70% dos passageiros no Brasil estariam dispostos a pagar de R$ 5 a R$ 8 a mais nos tíquetes aéreos se o valor for revertido para reduzir ou compensar emissões de carbono da viagem. O Brasil só vai participar da fase mandatória do Corsia, esquema global de redução e compensação de emissões da aviação da ONU. Assim, todas as companhias estrangeiras ficam desobrigadas a compensar emissões quando viajam ao Brasil de 2021 a 2026. • Veja o que estão dizendo sobre o assunto.
Ideia do dia: se antes a escolha era pautada exclusivamente em uma análise técnica dos candidatos, hoje o RH faz um estudo também dos valores morais e éticos dos postulantes à vaga. Luiza Helena Trajano, presidente do conselho da Magazine Luiza, afirma que o que mais pesa na hora de demitir um candidato é o seu comportamento – por isso a transformação no processo seletivo.
"Hoje estão todos procurando adequar as seleções para conhecer o caráter e a ética dos candidatos, evitando perda de todo um processo em que, certamente, bons candidatos estavam disponíveis"
Qual a sua opinião? Participe da conversa nos comentários abaixo.

FOTO | Criança em carrinho de supermercado: famílias podem movimentar R$ 4,7 tri em 2019 (REUTERS/Nacho Doce)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Justiça na cola de prefeitos de Pernambuco.

Segundo o site www.caruaru24horas.com.br : Parece que as operações policias mirando as prefeituras do estado de Pernambuco não vão parar ap...