quinta-feira, 21 de março de 2019

Corinthians perde recurso e taça de Mundial volta a ser penhorada

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.brMesmo com a penhora, a Justiça não deve fisicamente tomar o troféu conquistado no Japão
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Corinthians perdeu o recurso que suspendia a penhora da taça do Mundial de Clubes da Fifa de 2012. O caso foi julgado no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) nesta quarta-feira (20), com vitória do Instituto Santanense de Ensino Superior.                                                                                              Em nota, o clube informou não ter sido comunicado sobre a decisão. "De todo modo, o Corinthians assegura a sua torcida que o imbróglio judicial será resolvido e não considera que a prestigiada e inestimável taça esteja em risco", disse.

A medida ocorreu em uma cobrança do Santanense por conta de uma dívida entre R$ 2,5 milhões e R$ 4,5 milhões, segundo a universidade. Antes da taça, a defesa do Santanense tentou penhorar a conta bancária do Corinthians e até o dinheiro da venda do meia Rodriguinho para o exterior no ano passado.
O Corinthians perdeu no TJ-SP por três votos a zero. A decisão já publicada foi dos desembargadores Paulo Pastore Filho, João Batista Vilhena e Souza Lopes.
Mesmo com a penhora, a Justiça não deve fisicamente tomar o troféu conquistado no Japão. Por ora, o clube fica impedido de fazer atividades com a taça, ou até mesmo mesmo vendê-la ou tirá-la do país, pois o objeto seria colocado a leilão no futuro caso realmente a dívida não seja quitada.
Leia nota oficial do Corinthians sobre o caso:
"O Sport Club Corinthians Paulista informa que não foi intimado pela Justiça sobre qualquer decisão acerca do recurso atinente à penhora da taça do Mundial de 2012 e, portanto, não teve acesso ao teor da suposta decisão veiculada por alguns veículos de comunicação na rede mundial de computadores.
A agremiação trabalha para solucionar o caso e reiteradas vezes ofereceu propostas de acordo, inclusive recentemente propôs parcelamento do valor da referida dívida alegada pelo Instituto Santaense em 6 vezes, à semelhança do que é autorizado por Lei em casos de execução.
O clube aguardará a decisão da Justiça acerca do pedido de parcelamento, bem como aguardará a publicação do acórdão referente à penhora, para voltar a se manifestar.

De todo modo, o Corinthians assegura a sua torcida que o imbróglio judicial será resolvido e não considera que a prestigiada e inestimável taça esteja em risco, sendo a penhora medida que tem como único intuito gerar efeito midiático infundado que não condiz com as tratativas que até então vinham sendo mantidas."  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeia de Surubim Ana Célia promove projetro Prefeitura na Rua

Segundo o site Assessoria de Imprensa Prefeitura de Surubim PE: A população do bairro São José teve uma grande participação na 1ª edição do ...