quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

APAE DE SÃO PAULO participa da Brazilians Against Time 2019

Segundo o site Grupo CDI – Comunicação e Marketing André Guerra: Evento beneficente reúne jogadores de vídeo game em prol da deficiência intelectual
Entre os dias 1º e 6 de março, mais de 40 gamers se revezarão na 4ª edição da maratona Brazilians Against Time (BrAT). O evento, que durará mais de 100 horas, será transmitido ao vivo no Canal do Twitch da BrAT (http://twitch.tv/brat
) e tem o objetivo de arrecadar doações para a APAE DE SÃO PAULO, visando promover a manutenção e ampliação dos atendimentos às pessoas com deficiência intelectual.                                                                                                                
Os jogadores competirão na modalidade speedruns, que visa finalizar um determinado jogo no menor tempo possível. É uma prática que requer bastante experiência para memorizar todos os atalhos do game.
A maratona deste ano apresentará desde títulos muito recentes, como Celeste e Resident Evil 2 Remake, até jogos clássicos, como The Legend of Zelda: A Link to the Past e Super Mario World - este último jogado por Matheus Furtado, conhecido como "FURIOUS", atual detentor do recorde mundial do jogo.
Além do conteúdo produzido durante a semana do evento, outros benefícios serão oferecidos para os espectadores que fizerem doações, como o sorteio de dezenas de prêmios, que serão divididos em categorias de acordo com o valor doado. Desde 2016, a BrAT já arrecadou mais de R$ 60 mil para instituições como a APAE DE SÃO PAULO, AACD e Médicos Sem Fronteiras.
Se interessou? Anote em sua agenda: a BrAT começa na sexta-feira de Carnaval, dia 1º de março, às 14h, com o recém-lançado Marvel's Spider-Man (PS4). A expectativa é encerrar o evento à 1h da quarta-feira de cinzas, dia 6 de março.
Confira a programação completa no link:
(http://horaro.org/brat2019/agenda)
Serviço:
Brazilians Against Time 2019 (BrAT 2019)
Quando: 1º a 6 de março – (a partir das 14h do dia 1º).
Onde:
http://twitch.tv/brat
Mais informações:
www.brat.com.br
Sobre a APAE DE SÃO PAULO
A APAE DE SÃO PAULO é uma Organização da Sociedade Civil, sem fins lucrativos que há 57 anos previne e promove a saúde das pessoas com deficiência intelectual, apoia a sua inclusão social, atua na defesa de seus direitos e produz e dissemina conhecimento. Atua desde o nascimento ao processo de envelhecimento, propiciando o desenvolvimento de habilidades e potencialidades que favoreçam a escolaridade e o emprego apoiado, além de oferecer assessoria jurídica às famílias acerca dos direitos das pessoas com deficiência intelectual. Pioneiro no Teste do Pezinho no Brasil e credenciado pelo Ministério da Saúde como Serviço de Referência em Triagem Neonatal, o Laboratório APAE DE SÃO PAULO é o maior da América Latina em exames realizados. Por meio do Instituto APAE DE SÃO PAULO, a Organização gera e dissemina conhecimento científico sobre deficiência intelectual com pesquisas e cursos de formação. Para colaborar, os interessados podem ligar para: 11-5080-7000, acessar www.apaesp.org.br ou enviar e-mail para atendimento@apaesp.org.br.

Mais informações e entrevistas:
Hugo Carvalho (Produtor Executivo) – (11) 94292-8725
Luis Faé (Diretor de Mídia) – (54) 99942-2101
Isa Degaspari (Gerente de Desenvolvimento Institucional da APAE DE SÃO PAULO) –
(11) 5080-7093

Informações para imprensa
Grupo CDI – Comunicação e Marketing
André Guerra (11) 3817-7907 – andre@cdicom.com.br
Jorge Valério (11) 3817-8002 – jorge@cdicom.com.br
Letícia Suzuki (11) 3817-7911 – letícia.suzuki@cdicom.com.br
        

Khan Academy lança campeonato para incentivar matemática nas escolas

Segundo o site MISASI RELAÇÕES PÚBLICAS Juliana Américo: 
Objetivo da organização é desmistificar as matérias de matemática e ciências; todas as escolas brasileiras que utilizam a plataforma de ensino poderão participar das atividades
Foto: Pexels)                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        
As aulas de matemática costumam ser as mais temidas pelos estudantes, mas a Khan Academy, organização sem fins lucrativos e parceira da Fundação Lemann, quer provar que a matéria não é nenhum bicho de sete-cabeças. A instituição está lançando um desafio para incentivar os alunos a estudarem matemática e também ciências no período de volta às aulas.
O Khanpeonato começa no dia 18 de março e durante 10 semanas terá atividades e metas a serem cumpridas dentro da sua plataforma gratuita de aprendizado online. O desafio tem como principal objetivo desenvolver habilidades em matemática, ciências e a mentalidade de crescimento que todos os estudantes necessitam para um ano escolar de sucesso. Todas as escolas brasileiras que utilizam a plataforma de ensino poderão participar das atividades.
"Mais do que uma premiação ou ranking de melhores alunos, o Khanpeonato, na verdade, encoraja uma competição amigável. A nossa plataforma é toda gamificada, então os estudantes encaram as atividades como um jogo e aprendem enquanto estão brincando", explica Carina Rodrigues, Gerente de Programas Educacionais da Khan Academy Brasil. "Além disso, essa é uma oportunidade de professores e alunos começarem o ano letivo animados e motivados", completa.
Para participarem, os professores devem cadastrar os alunos através do site http://pt.khanacademy.org/. Ao longo do desafio, os alunos são motivados a completar suas recomendações de atividade e desbloquear níveis de progresso. Ao final do programa, professores e estudantes receberão certificados digitais em reconhecimento por sua persistência. O Khanpeonato é aberto a turmas do Ensino Fundamental e Ensino Médio de todo o Brasil. As inscrições dos alunos começam no dia 25 de fevereiro e o programa se inicia dia 18 de março, a tempo de implementar a plataforma no momento de volta às aulas.
Os conteúdos, incluindo vídeos, artigos e exercícios, que os alunos trabalharão durante o desafio serão selecionados e recomendados pelo próprio professor. E uma novidade importante é que os conteúdos de matemática e ciências disponibilizados em português na plataforma já estão alinhados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Os professores ainda terão acesso a suporte e webinários para tirar dúvidas sobre o Khanpeonato durante o período da campanha.
Khanpeonato
Inscrições: de 25 de fevereiro a 21 de abril
Atividades: de 18 de março a 26 de maio
Sobre a Khan Academy
A Khan Academy é uma organização sem fins lucrativos com a missão de fornecer educação gratuita para qualquer pessoa e em qualquer lugar. A plataforma conta com atividades interativas, exercícios, vídeos e artigos sobre diversos assuntos acadêmicos desde a educação básica até o ensino superior, auxiliando os professores no reforço do que os alunos aprendem em sala de aula. Criada pelo americano Sal Khan em 2005, começou a operar no Brasil em 2013 por meio de uma parceria com a Fundação Lemann, e hoje soma mais de 63 milhões de usuários no mundo, sendo 2,8 milhões apenas em território nacional. No Brasil, conta com acordos com Secretarias de Educação e empresas que ajudam na formação de professores e expansão da plataforma em escolas de educação básica de todo o país. Para mais informações, visite http://pt.khanacademy.org/ ou o Facebook.
Informações à Imprensa:
MISASI RELAÇÕES PÚBLICAS
Juliana Américo – juliana.americo@misasi.com.br
Tel.: (11) 3046-9589

Rui Bomfim - rui.bomfim@misasi.com.br
Tel.: (11) 3046-9575
                                                             

Encontro de Trump e Kim termina antes do previsto; almoço é cancelado

Segundo o site https://twitter.com: Segundo Donald Trump, Kim Jong-un queria que todas as sanções econômicas à Coreia do Norte fossem retiradas em troca da desnuclearização do país, o que foi negado. 'A gente tinha todos os papéis prontos para serem assinados, mas prefiro fazer do jeito certo do que correndo', disse o americano.


Rádio BandNews FMTermina sem acordo o encontro entre o presidente dos Estados Unidos e o líder da Coreia do Norte na tentativa de reduzir o programa nuclear norte-coreano. A Casa Branca afirmou que está confiante na retomada das discussões em uma reunião futura entre Donald Trump e Kim Jong-un.

“Maduro é Lula! Presidente da Venezuela expressa apoio ao lado de líder do MST

Segundo o site https://www.jornaldecaruaru.com.br: Nicolás Maduro recebeu bandeira “Lula preso político” do líder sem terra, João Pedro Stédile, durante evento da esquerda latino-americana
, em Caracas”
“Mesmo preso, de certa forma o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou da Assembleia Internacional dos Povos, em Caracas. O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, posou para fotos com uma bandeira de Lula com a sentença ”preso político” que recebeu do líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), João Pedro Stédile.
Na imagem divulgada no Twitter é possível ver Maduro e outros presentes fazendo um “L” com as mãos, marca registrada do ex-presidente brasileiro, condenado pela Lava Jato nos casos do sítio de Atibaia e também do triplex do Guarujá. O evento em Caracas terminou nesta quarta-feira (27), após quatro dias de programação organizada por partidos políticos, movimentos sindicais e populares de 85 países, segundo os organizadores.
Maduro cola sua imagem à de Lula no momento em que é alvo de críticas da comunidade internacional, que o consideram um usurpador do cargo de presidente da Venezuela por causa de fraudes na última eleição. Países como Estados Unidos, Canadá, Colômbia, Brasil e parte da União Europeia reconhecem o opositor Juan Guaidó como presidente interino.

Discurso de Maduro

Maduro esteve no encontro na terça-feira (26). Ele chegou a interromper seu discurso para pedir a bandeira da Venezuela a uma pessoa da plateia e comentou as estremecidas de relações diplomáticas com a vizinha Colômbia. “Com todo amor que temos pela Colômbia e ao povo colombiano, que denuncie e rechacem a tentativa de uma invasão dos Estados Unidos à Venezuela a partir da Colômbia”.
Nesta quarta (27), Maduro publicou na internet: “Peço aos movimentos políticos e sociais que levem a verdade da pátria de [Simon] Bolivar e [Hugo] Chávez a todos os países, como parte da luta pelo direito dos povos por um mundo digno e justo. A Venezuela não está sozinha”.
Líder do MST, Stédile participou da abertura do encontro, ao lado de nomes como a prefeita de Caracas, Érika Farías. “O imperialismo estadunidense, suas petroleiras e os doidos bolsonaros foram derrotados em Bogotá. Venceu a política da sensatez, o povo da Venezuela e o governo Maduro. A invasão militar foi afastada, ainda que o cerco da guerra híbrida continue. Muitas vidas se salvaram”, afirmou Stédile no Twitter.
Ainda que não diretamente, o líder sem terra reconheceu o trabalho do vice-presidente do Brasil, general Hamilton Mourão, na reunião do Grupo de Lima, que aconteceu em paralelo, na vizinha Colômbia: “Ainda bem que os militares brasileiros, ao que parece, ainda têm algum juízo. As declarações do vice demonstram que as Forças Armadas brasileiras não querem entrar numa aventura militar sem sentido algum para o povo brasileiro”.
Além do líder brasileiro, estiveram na Venezuela outros nomes da esquerda, como o deputado espanhol do parlamento europeu Javier Couso e o jornalista Ben Norton.”
Fonte: Gazeta do Povo.

SURUBIM COMEMORA O DIA DO COMERCIÁRIO

Hoje(21) na cidade comemora o Dia do Comerciário e todas lojas fechada na cidade de Surubim. Oficialmente, esta data foi instituída a partir...