domingo, 30 de dezembro de 2018

Pacientes denunciam falta de medicamentos na Farmácia do Estado em PE

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: 
Remédios para epilepsia e para obstrução pulmonar são alguns dos que estão em falta. Governo afirma que houve problema com fornecedores.
Pacientes que dependem de medicamentos para controlar doenças como epilepsia e obstruções pulmonares crônicas não têm encontrado os remédios na Farmácia do Estado, que fica no Centro do Recife. Eles denunciam que alguns remédios estão em falta há nove meses. (Veja vídeo acima)
Desde que descobriu um tumor na cabeça, há 18 anos, Juliana Negueiros sofre com crises de epilepsia. Para controlar a doença ela precisa tomar diariamente 10 comprimidos de dois remédios diferentes. Mas, nos últimos meses, eles não têm chegado na Fármacia do Estado. "Eu tenho que tomar por causa da epilepsia. Foi um remédio que controlou parcialmente. Eu posso estar aqui conversando com você, falar um monte de besteira e também não escutar direito o que você diz, ou então andar pegando nas coisas, no cabelo, no meu pai", diz Juliana sobre os efeitos da falta de remédio. Ela conta que há pelo menos seis meses a farmácia não disponibiliza a Lamotrigina, um dos remédios que precisa tomar. O outro medicamento, o Globasan, também está em falta.                                            Para não atrapalhar o tratamento da filha, o motorista de aplicativo José Anderson Neves conta com a ajuda de amigos e parentes para comprar a medicação, que tem um custo de R$ 700 mensais, valor que a família não tem condições de pagar.                                                                                       "Ela não pode ficar sem tomar o remédio de maneira nenhuma, porque se não ela vai cair, vai ter uma série de coisas. Então, a gente faz todos os sacrifícios, diminui outras despesas, arruma o dinheiro ou cartão de crédito para parcelar, mas compramos de qualquer maneira", diz o motorista.
E não são apenas os medicamentos para epilepsia que estão em falta. Desde que operou o pulmão, o aposentado Clóvis Freitas Coelho, de 71 anos, precisa tomar Brometo de Tiotrópio todos os dias. Apesar disso, faz nove meses que ele vai até a Farmácia do Estado e não encontra a medicação.
"[Sem o remédio] Eu não aguento, eu canso. Daqui para ali, eu fico morrendo de cansaço. É um absurdo. O governo fazer um negócio desse com a população é ridículo. Não sou só eu, são vários que estão aí", afirma o aposentado.
Clóvis Neves, de 71 anos, está sem a medicação para o pulmão há nove meses, porque está em falta na Farmácia do Estado — Foto: Reprodução/TV Globo
Com uma câmera escondida, a equipe da TV Globo entrou na farmácia e perguntou aos funcionários sobre alguns medicamentos: a Lamotrigina e o Globasan, utilizados por Juliana; e o Brometo de Tiotrópio, que Clóvis faz uso, também comercializado com o nome de Spiriva.
Segundo os funcionários do local, todos eles estão em falta, sem previsão para reposição. "Até o momento a Secretaria [de Saúde] não passou nada para a gente", disse um dos funcionários                                                             Resposta
Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde disse que o remédio Lamotrigina é fornecido nas apresentações de 100, 50 e 25 miligramas. O governo aponta que os comprimidos de 100 miligramas foram comprados, mas houve atraso na entrega e a distribuidora responsável já teria sido notificada pela demora no abastecimento. Outra remessa do produto está em fase de compra para evitar novos atrasos.
A Secretaria de Saúde explicou que os comprimidos de 25 miligramas do medicamento foram comprados e a empresa ainda cumpre prazo legal de entrega. A nota diz também que, na última licitação para a compra do Lamotrigina de 50 miligramas, nenhuma empresa compareceu à licitação e um novo processo para a compra foi iniciado.
Sobre o remédio Clobazam, a secretaria disse que há estoque do medicamento na apresentação de 20 miligramas e os comprimidos de 10 miligramas estão em fase de licitação. Já o brometo de tiotrópio foi adquirido, mas houve atraso na entrega do produto.
   
     
  

Veja o que abre e o que fecha no Ano Novo no Grande Recife

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Shoppings funcionam em horário reduzido na segunda-feira (31). Maior parte dos órgãos públicos na capital pernambucana fecha na terça-feira (1º), por conta do feriado.

Na segunda-feira (31), véspera de Ano Novo, e na terça-feira (1º), alguns órgãos públicos no Recife e shoppings na Região Metropolitana têm mudanças no horário de funcionamento por causa do feriado de réveillon. Confira o que abre e o que fecha neste fim de ano no Grande Recife:
Shoppings e comércio Na segunda-feira (31), o comércio do Centro do Recife funciona das 8h às 18h e os mercados públicos e feiras da capital pernambucana abrem normalmente, das 6h às 18h. Na terça-feira (1º), esses espaços não abrem. Os shoppings da Região Metropolitana funcionam em horários especiais, como mostra a tabela a seguir:                                             Horário de funcionamento dos shoppings no fim do ano
Shopping Segunda-feira (31) Terça-feira (1º)
Recife 9h às 18h Lojas fechadas e funcionamento facultativo de alimentação e lazer, das 12h às 21h
RioMar 9h às 18h Lojas fechadas e funcionamento facultativo de alimentação e lazer, das 12h às 20h
Boa Vista 8h às 17h Lojas fechadas e funcionamento facultativo de alimentação e lazer, das 11h às 19h
Plaza 10h às 18h Lojas fechadas e funcionamento facultativo de alimentação e lazer, das 12h às 21h
Guararapes 9h às 18h Lojas fechadas e funcionamento facultativo de alimentação e lazer, das 12h às 21h
Patteo Olinda 9h às 18h Lojas fechadas e funcionamento facultativo de alimentação e lazer, das 12h às 21h
Camará 10h às 18h Fechado
Tacaruna 9h às 18h Lojas fechadas e funcionamento facultativo de alimentação e lazer, das 12h às 21h
Costa Dourada 10h às 18h Lojas fechadas e funcionamento facultativo de alimentação e lazer, das 12h às 20h
Paço Alfândega 8h às 17h Fechado
Paulista Northway 9h às 19h Fechado

Educação

Com o recesso escolar, as creches municipais e escolas funcionam a partir da quarta-feira (2) para trabalhos internos, no Recife. Até a sexta-feira (4), responsáveis pelos estudantes cadastrados no sistema online de matrícula devem levar os documentos para as unidades escolhidas.
Procon
A sede do Procon Recife e os postos avançados do Procon Recife nas unidades do Centro Comunitário de Paz (Compaz) Governador Eduardo Campos e Ariano Suassuna não funcionam na segunda (31) nem na terça (1°).
Empreendedorismo e emprego
As Salas do Empreendedor fecham na segunda (31) e na terça (1º), bem como as unidades da Agência do Emprego de Casa Amarela, Afogados, Soledade e Rio Branco.
 Compaz Governador Eduardo Campos fica no Alto Santa Terezinha, na Zona Norte do Recife — Foto: Reprodução/Google Street View

Compaz e bibliotecas
As unidades do Compaz Governador Eduardo Campos (Alto Santa Terezinha) e Escritor Ariano Suassuna (Cordeiro), assim como as bibliotecas populares de Afogados e a de Casa Amarela, retomam as atividades na quarta-feira (2).

CTTU
Os serviços oferecidos na sede da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) de atendimento ao idoso, aos taxistas e aos usuários que desejam recorrer das multas são suspensos na segunda (31) e na terça (1º), retornando na quarta (2). Os serviços de monitoramento de tráfego e de fiscalização prestados pelos agentes de trânsito funcionam normalmente durante o feriado, assim como o teleatendimento 24h, no número 0800.081.1078. A ligação é gratuita.                                                       Meio ambiente
O Jardim Botânico do Recife, na Zona Oeste, e o Econúcleo Jaqueira, na Zona Norte, fecham na segunda (31) e na terça (1º). Enquanto o primeiro espaço retoma suas atividades a partir da quarta (2), das 9h às 15h30, o segundo permanece em recesso durante a primeira semana de janeiro.

Atendimento ao contribuinte
As unidades de atendimento ao contribuinte que funcionam no Expresso Cidadão do Cordeiro e do Shopping RioMar fecham na segunda (31) e na terça (1º), assim como o Centro de Atendimento ao Contribuinte, no edifício-sede da Prefeitura do Recife, no Cais do Apolo. O contribuinte pode acessar o Portal de Finanças para obter diversas informações referentes a tributos do município.
Hospital veterinário do Recife fica na Zona Oeste — Foto: PCR/Divulgação
Hospital veterinário
O Hospital Veterinário do Recife fecha na segunda (31) e na terça (1º). Os atendimentos e marcações de consultas voltam a funcionar na -feira (2), quando começam os primeiros agendamentos de castrações de cães e gatos para 2019.
Assistência social
Os serviços da Assistência Social (CRAS, CREAS, Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua e Central de Atendimento do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e o Bolsa Família) fecham na segunda (31) e na terça (1º). A exceção são as casas de acolhimento institucional, que funcionam normalmente.
  Mulher
O Centro Municipal Júlia Santiago e o Centro de Referência Clarice Lispector fecham na segunda (31) e na terça (1º). O "Liga, Mulher", disque-orientação do Clarice, funciona em esquema de plantão, das 7h às 19h. O telefone do "Liga, Mulher" é o 0800.281.0107. A ligação é gratuita.
Academias da cidade
As 19 Academias da Cidade fecham na segunda (31) e na terça (1º). O funcionamento é retomado na quarta (2).
Cultura
O Paço do Frevo, o Museu da Cidade do Recife, o Museu Murillo La Greca e a Galeria Janete Costa fecham na segunda (31) e na terça (1º) e reabrem na quarta (2).
Upinhas 24 horas no Recife ficam abertas no feriado para urgências das áreas cadastradas — Foto: Andrea Rêgo Barros/PCR
Saúde
Na segunda (31) e na terça (1º), as quatro Upinhas 24h ficam abertas para as pequenas urgências das áreas cadastradas. As demais Unidades de Saúde da Família (USF), incluindo as Upinhas Dia, e Unidades Básicas Tradicionais fecham e reabrem na quarta (2). O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) funciona normalmente.
O atendimento é normal no Hospital da Mulher do Recife (HMR), no bairro do Curado, durante o feriado, para a realização de partos regulados, por encaminhamento pelo Sistema de Regulação do Recife (Sisreg). O Centro de Atenção à Mulher Vítima de Violência Sony Santos do HMR funciona 24 horas durante todo o feriado, com atendimento multidisciplinar.
As maternidades municipais Professor Barros Lima (Casa Amarela), Professor Bandeira Filho (Afogados) e Professor Arnaldo Marques (Ibura) funcionam normalmente, durante 24 horas, para a realização de partos, além de disponibilizar atendimento multidisciplinar às mulheres vítimas de violência.
Os serviços de urgência e emergência nas Policlínicas Amaury Coutinho (Campina do Barreto), Agamenon Magalhães (Afogados), Professor Barros Lima (Casa Amarela), Professor Arnaldo Marques (Ibura) e no Hospital Pediátrico Helena Moura (Tamarineira) também funcionam.
Para a vacinação antirrábica, a Policlínica Lessa de Andrade (Madalena) funciona das 8h às 12h durante o feriado, para moradores do Recife que já estão em tratamento. O Centro de Vigilância Ambiental e Controle de Zoonoses do Recife tem plantão para atender chamados de animais soltos na rua, que causem risco à saúde pública. Ele pode ser acionado das 8h às 17h, por meio dos números (81) 3355-7704 e 3355-7705.
O Centro de Informações Estratégicas e Respostas de Vigilância em Saúde (Cievs) funciona 24 horas para identificar portadores de doenças que ofereçam risco de ocasionar surtos como influenza, disfunções diarreicas e meningite. O serviço de captação e resposta aos surtos de epidemias pode ser acionado pelo 0800.201.2120, em ligação gratuita. As notificações são realizadas pelas unidades de saúde.

Mais uma pessoa contaminada por bactéria rara é transferida à UTI após consumo de milho verde, em RO

Segundo o site https://g1.globo.com: Mulher estava internada no Heuro e, após piora no quadro, a equipe médica optou por também interna-lá n...