Em Minas, militantes cometem onda de violência destruindo igrejas

Segundo o site https://www.ocorreiocristao.com.br: Vândalos terroristas começaram uma onda de de violência em Minas Gerais, depredando igrejas, pinchando paredes e destruindo patrimônios da igreja. As informações são do portal JM Notícias.
Isso é o início de uma perseguição à ig…                                                                            
Vândalos terroristas começaram uma onda de de violência em Minas Gerais, depredando igrejas, pinchando paredes e destruindo patrimônios da igreja. As informações são do portal JM Notícias.

Isso é o início de uma perseguição à igreja de Cristo no Brasil, após a eleição do novo presidente, Jair Messias Bolsonaro, que ganhou de Fernando Haddad com 55% dos votos válidos.

A onda de violência tem causado preocupação dos líderes de igrejas, porque os "terroristas'' que começaram a cometer tais atos possuem ódio do povo cristão por ser um povo temente a DEUS e prezar pelo conservadorismo - o mesmo defendido e pregado pelo novo presidente Jair Bolsonaro.

Não só as lideranças evangélicas, mas também as lideranças católicas têm manifestado preocupação, os terroristas - militantes de esquerda - depredaram um templo católico considerado um patrimônio cultural, em Minas. Os ataques aconteceram na Igreja São José, em Ituí, na zona rural de São João Nepomuceno, na Região da Zona da Mata.

O templo foi invadido por terroristas, que depredaram todo o templo e quebraram imagens consideradas sagradas pelos católicos. A igreja se manifestou e disse que acredita em crime de intolerância religiosa. A igreja fez um BO (Boletim de Ocorrência). Esse já foi o terceiro caso registrado em apenas quatro dias.
As imagens sacras da igreja foram todas arremessadas ao chão com violência, onde muitas ficaram totalmente destruídas. São pichações, atos de vandalismo e intolerância explícita que certamente provém de militantes ligados à esquerda brasileira.

Assembléia também foi vandalizada
Uma igreja Assembléia de DEUS, em Pernambuco, também foi pinchada por militantes apoiadores do Partido dos Trabalhadores (PT).
Nas pichações mostradas na imagem acima, podemos ver algumas expressões depreciativas ao presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).

Ao lado também vemos a sigla do movimento LGBT, que é um movimento totalmente contra a comunidade cristã.

Nos resta saber até quando isso irá durar, já que Bolsonaro ficará por 4 anos à frente do governo e ele é totalmente a favor dos princípios tradicionais da família.


 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim