Em três dias, cinco mulheres são assassinadas no interior de SP

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: No caso mais recente, na manhã dessa sexta-feira, 12, um engenheiro de 45 anos matou a ex-mulher de 46 e se suicidou, em um condomínio de luxo, em SumaréEm três dias, cinco mulheres são assassinadas no interior de SPCinco mulheres foram vítimas de feminicídio nos três últimos dias no interior de São Paulo. Em um dos casos, o marido matou a mulher e a própria filha, alegando que ela havia o traído. No caso mais recente, na manhã desta sexta-feira, 12, um engenheiro de 45 anos matou a ex-mulher de 46 e se suicidou, em um condomínio de luxo, em Sumaré.         Segundo a polícia, ele tinha ido à casa buscar os dois filhos para passar com eles o Dia das Crianças. Antes de atirar na ex-esposa, ele pediu aos filhos de 10 e 6 anos que fossem brincar na casa de um vizinho, de acordo com o depoimento do mais velho.
A polícia foi chamada por vizinhos, que ouviram o barulho dos tiros. Os policiais encontraram os corpos no quarto da casa. Os dois tinham tiros na cabeça e uma arma estava próxima do corpo do engenheiro.
As crianças foram colocadas sob o cuidado de familiares. De acordo com a polícia, o engenheiro não tinha histórico de violência e era descrito como pessoa calma. O casal havia se separado recentemente, mas não havia registro de agressão ou desentendimento mais grave. As mortes estão sendo investigadas.
Na noite da quinta-feira, 11, a balconista Thaís Fernanda Scaramussa, de 30 anos, foi morta com um tiro dentro de casa, no bairro Recreio São Judas Tadeu, em São Carlos. O suspeito de ter cometido o crime é o ex-marido da vítima, Assis Rocha, de 40 anos, que foi candidato a vereador na cidade em 2016 pelo Partido da Mulher Brasileira (PMB). Ele foi visto saindo do local e está foragido.
O pai da vítima arrombou a porta e encontrou a filha já morta. O casal estava separado havia uma semana. Antes de ir à casa da ex, Rocha deixou a filha pequena do casal com um irmão. Segundo a Polícia Civil, ele é procurado e ainda não constituiu advogado.
Em Jundiaí, a jovem Alícia Jenielba Pereira dos Santos, de 22 anos, foi assassinada quando esperava o ônibus em um ponto, no bairro Jardim das Tulipas, na quinta-feira. Ela levou tiros nas costas e no rosto. Uma ex-namorada da jovem é suspeita de ter cometido o crime, na companhia de um amigo. Os dois estão foragidos.
Conforme a Polícia Civil, testemunhas relataram que a suspeita deixou o trabalho na companhia de um rapaz um pouco antes da hora do crime e retornou algum tempo depois. Antes de fugir, ela teria confessado a autoria do crime a uma conhecida. A arma possivelmente usada no crime foi achada na casa do rapaz.
Em São José dos Campos, um homem matou a mulher Liliane Silva Rodrigues, de 35 anos, e a própria filha Larisa Vitória, de 13, no prédio onde moravam, no Bosque dos Ipês, na madrugada de quarta-feira, 10.
O suspeito foi preso quando tentava se jogar de uma passarela, no Jardim Aquarius. Ele confessou os crimes e disse que atirou após discutir com a mulher, mas a filha entrou na frente da mãe e também acabou atingida.
A motivação teria sido uma suspeita de que a mulher o havia traído. Os dois eram casados havia 15 anos. A arma usada no crime foi encontrada em um bueiro. O homem está preso. Com informações do Estadão Conteúdo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim