Polícia cumpre 25 mandados de prisão em ação contra quadrilha envolvida em 10 homicídios no Grande Recife

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Entre os alvos da Operação Semente, deflagrada nesta quarta-feira (26), estão 17 homens e oito mulheres.Polícia Civil encontrou drogas durante a Operação Semente, no Grande Recife — Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoA Polícia Civil deflagrou, nesta quarta-feira (26), a Operação Semente, contra uma quadrilha envolvida em 10 homicídios, além de tráfico de drogas e corrupção de menores. Dos 29 mandados de prisão expedidos pela Vara Criminal de Paulista, no Grande Recife, 25 foram cumpridos até as 9h desta quarta. Entre os capturados estão oito mulheres. (Veja vídeo acima)
De acordo com o balanço parcial da operação, dos 25 alvos de mandados de prisão, 17 estavam soltos e oito encontravam-se em unidades prisionais do estado. Segundo a polícia, o líder da quadrilha, identificado como Semente do Mal, comandava o crime de dentro do presídio.
Entre os quatro foragidos estão três homens e uma mulher. "Identificamos que essas mulheres se envolveram com o crime a partir do momento em que os companheiros eram presos", afirmou o chefe da Polícia Civil, delegado Joselito do Amaral.Maconha, crack e cocaína foram apreendidos pela Polícia Civil na Operação Semente, no Grande Recife — Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoA polícia cumpriu também 18 mandados de busca e apreensão. Segundo Amaral, foram apreendidos cerca de 15 quilos de maconha, um quilo de crack e cocaína. "Também encontramos armas de grosso calibre, que estavam escondidas", acrescentou Amaral.
As investigações começaram em dezembro de 2017. O alvo da operação, coordenada pelo delegado Victor Leite, foi uma quadrilha que atuava em várias áreas do Grande Recife.Projéteis foram apreendidos pela Polícia Civil durante a Operação Semente, no Grande Recife — Foto: Polícia Civil/Divulgação "Eles cometiam crimes principalmente nos bairros de Maranguape I e II, em Paulista, e em Santo Amaro, no Recife", comentou o delegado Joselito do Amaral.
Os presos e materiais apreendidos foram encaminhados para o Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife.
Ao todo, foram escalados 150 policiais civis para a ação, entre delegados, agentes e escrivães. As investigações, comandadas pela Diretoria Integrada Especializada (Diresp), tiveram apoio da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco (Dintel).

Publicado em 26 de set de 2018

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim