Recife recebe investimento de R$ 3,5 milhões para recuperar áreas urbanas e prevenir violência

Segundo o site  https://g1.globo.com/pe/pernambuco/ Montante vem de instituição holandesa e investimento busca diminuir os impactos da violência na vida de crianças que têm até seis anos.Reunião para discutir aplicação do investimento da Fundação Bernard Van Leer ocorreu na Prefeitura do Recife nesta quinta-feira (1º) (Foto: Reprodução/TV Globo)Áreas urbanas próximas a creches e escolas na Iputinga, na Zona Oeste do Recife, e no Alto Santa Terezinha, na Zona Norte, foram escolhidas para um processo de requalificação feito em parceria com a Prefeitura do Recife e a Agência Recife Para Inovação e Estratégia e a Fundação Bernard Van Leer, da Holanda. Ao todo, serão investidos R$ 3,5 milhões para recuperar os espaços públicos, com o objetivo de diminuir os impactos da violência na vida de crianças de até seis anos de idade.
A previsão é de que o aporte, vindo da instituição holandesa, seja aplicado ainda no primeiro semestre de 2018 para a recuperação de praças, melhoria da qualidade de paradas de ônibus, da iluminação pública, garantia da acessibilidade de calçadas e construção parques no entorno das instituições de educação. 
“Achamos em pesquisas científicas que há elementos estruturais na cidade que têm um impacto grande sobre a percepção da violência”, explica o representante da América Latina da Fundação Bernard Van Leer, Leonardo Yánez.
“Em comunidades depredadas, com janelas quebradas, a criminalidade cresce. Quando você tem espaços públicos limpos, a criminalidade diminui. Esses são elementos pequenos dentro da moradia, do lar e das ruas, mas têm um impacto importante na vida das pessoas”, afirma Yánez.
Para ele, o foco na primeira infância para a realização das ações é uma forma de impactar os adultos do futuro. “Nós conhecíamos por evidência científica que a violência na vida das crianças afeta o desenvolvimento do cérebro. Se você quer construir um prédio, você começa pela fundação e a nossa é a primeira infância. Se você quer mudar a sociedade, é importante começar com os pequenos”, argumenta.
Segundo a Fundação, Recife foi a cidade escolhida para o experimento devido aos altos índices de violência. “Sabíamos que também havia uma intenção das lideranças políticas de reduzir a violência, então vimos uma oportunidade única de entrar em um lugar para intervir e criar situações positivas”, afirma Yánez.
A escolha dos bairros, por sua vez, foi baseada nos resultados do Índice de Desenvolvimento Humano e de renda, além dos níveis de vulnerabilidade social. Na Iputinga, a área a ser impactada tem circulação diária de 1,1 mil crianças. Já no Alto Santa Terezinha, a experiência acontece em torno do Compaz Eduardo Campos, frequentado por 90 mil pessoas por ano.
“Os bairros têm uma estrutura que precisam de transformação e essa experiência vai fazer com que as crianças possam acessar melhor as creches e escolas. Como esse é o segundo passo de uma experiência que já deu certo antes para a Fundação, eles vão poder financiar mais obras e a gente vai poder requalificar outras áreas da cidade caso esses investimentos deem certo aqui”, afirma o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim