quarta-feira, 24 de maio de 2017

Temer aciona tropas federais para proteger Planalto e ministérios após vandalismo, anuncia Jungmann

Segundo o site http://www.osul.com.br/temer:

Decreto prevê uso de Forças Armadas no DF por uma semana. Mas o presidente da Câmara disse que pediu apoio da Força Nacional. Decisão de Temer elevou tensão na Câmara, e sessão foi suspensa. Políticos da oposição e até da base aliada criticaram o decreto. Dia foi marcado por manifestação e confrontos com a PM na Esplanada dos Ministérios.O ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou nesta quarta-feira (24) que o presidente Michel Temer decretou a “ação de garantia da lei e da ordem” na Esplanada dos Ministérios e, com isso, tropas federais passarão a reforçar a segurança na região.

Jungmann deu a declaração durante entrevista coletiva à imprensa convocada para a tarde desta quarta no Palácio do Planalto. Enquanto ele falava com os jornalistas, manifestantes ocupavam a Esplanada dos Ministérios para pedir a saída do presidente Michel Temer do governo.Vidro quebrado no Ministério da Fazenda, em Brasília, durante ato contra Michel Temer (Foto: Alexandro Martello/G1)
“O senhor presidente [Michel Temer] decretou, por solicitação do senhor presidente da Câmara, a ação de garantia da lei e da ordem e, nesse instante, tropas federais se encontram neste palácioi [do Planalto] no Palácio do Itamaraty e logo mais estarão chegando tropas para assegurar que os prédios dos minsitérios sejam mantidos incólumes”, anunciou o ministro da Defesa.Manifestantes soltam bomba de fumaça na N1, no Eixo Monumental, durante ato contra governo Temer (Foto: Letícia Carvalho/G1)
Raul Jungmann não respondeu a perguntas de jornalistas após o pronunciamento, mas acrescentou que a manifestação na Esplanada dos Ministérios estava prevista como pacífica, mas “degringolou na violência, no vandalismo, no desrespeito, na agressão ao patrimônio público e na ameaça às pessoas”.Nova Central Sindical dos Trabalhadores se reúne no estacionamento do estádio Mané Garrincha em ato contra o governo de Michel Temer  (Foto: Beatriz Pataro/G1)
Quebra-quebra
Um grupo de cerca de 50 pessoas usando máscaras no rosto promoveu um quebra-quebra em meio à manifestação contra o governo do presidente Michel Temer em Brasília após a Polícia Militar dispersar parte do protesto com bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral.
O grupo destruiu persianas e vidraças de pelo menos cinco ministérios, entre eles o da Integração Nacional, o do Trabalho e o da Agricultura. Este último havia sido cercado por tapumes, mas, mesmo assim, teve os vidros quebrados.Computadores foram quebrados no Ministério da Cultura (Foto: Letícia Carvalho/G1)
Também foram depredados paradas de ônibus, placas de trânsito, orelhões, holofotes que iluminam os letreiros dos ministérios e até banheiros químicos que haviam sido instalados para a manifestação.
Do outro lado da Esplanada, um manifestante quebrou a vidraça do comitê de imprensa do Ministério da Fazenda. Os manifestantes corriam para se afastar da área em frente ao Congresso Nacional, onde as forças de segurança jogavam bombas de efeito moral. Ao passar pelo edifício do ministério, um deles atingiu a vidraça com o cabo de uma bandeira.
Mesmo com o vidro quebrado, os manifestantes não conseguiram entrar no prédio, já que há grades de segurança na janela. Na sequência da ação, membros da Força Nacional de Segurança Pública formaram um paredão e permanecem na lateral do prédio. Os funcionários do Ministério da Fazenda foram obrigados a deixar o prédio.Manifestantes que protestam nesta quarta-feira contra as reformas e pela renúncia do presidente Michel Temer colocaram fogo no prédio do Ministério da Agricultura, em Brasília. Carros do Corpo de Bombeiros, Samu e caminhão pipa já estão no local para controlar a situação. Enquanto bombeiros se aproximam, manifestantes jogam pedaços de pau e uma pessoa se feriu no rosto (Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo)
Representantes das principais centrais sindicais protestam hoje (24) contra as reformas da Previdência e trabalhista. Eles também pedem a saída do presidente da República, Michel Temer. Em razão do protesto, toda a Esplanada foi fechada para a circulação de carros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeita de Surubim Ana Celia Assina Ordem de Serviço de pavimentação de ruas e da entrega de um ônibus escolar acessível.

Segundo o site Assessoria de Imprensa Prefeitura de Surubim PE:  A Prefeitura não para de trabalhar! Você está convidado para a assinatura...