Dias seguidos de chuva provocam aumento de nível de barragens no Grande Recife

Segundo o site http://g1.globo.com/pernambuco:

Dos quatro principais reservatórios, Pirapama, no Cabo de Santo Agostinho, foi o que mais acumulou água esta semana. Aumento de volume foi de mais de 9%, segundo a Compesa.Barragem de Tapacurá teve mais de 9% de aumento da capacidade (Foto: Reprodução / TV Globo)Barragem de Tapacurá teve mais de 9% de aumento da capacidade (Foto: Reprodução / TV Globo)                                                                                         A chuva forte que caiu entre a quinta-feira (25) e esta sexta (26) causou transtornos para a população da Zona da Mata e do Grande Recife, mas foi responsável pelo acúmulo de água nas barragens que garantem o abastecimento na capital e Região Metropolitana. Dos quatro reservatórios, Pirapama, no Cabo de Santo Agostinho, foi o que teve maior incremento de volume. O aumento de nível chegou a pouco mais de 9%.

De acordo com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), na quarta-feira (24), o nível da barragem estava em 44,88%. Nesta sexta-feira, Pirapama registra 54,12% da capacidade.
Acréscimos também foram registrados em outras duas barragens do Grande Recife, como a de Tapacurá, em São Lourenço da Mata, que teve 1,42% de aumento. No dia 24, o reservatório contava com 30,65% da capacidade. Nesta sexta, registra 32,07%.
A barragem de Duas Unas, em Jaboatão dos Guararapes, chegou a apresentar um leve aumento no nível de água de 0,93%. Na quarta-feira, o reservatório armazenava 26,89%. Nesta quarta, atingiu a marca de 27,82% da capacidade.
A barragem de Botafogo, em Igarassu, foi a única que registrou diminuição do volume de água acumulada. O reservatório estava com 13,51%, na quarta-feira (24). Nesta sexta, desceu para a casa de 13,47%, com 0,04% de redução.

TranstornosEstradas da Zona Rural ficaram alagadas na Zona da Mata de Pernambuco (Foto: TV Globo)As chuvas registradas nos últimos dias na Zona da Mata Sul de Pernambuco provocaram alagamentos e deslizamentos e suspenderam as aulas em 35 escolas de dois municípios: Barreiros, distante 104 quilômetros do Recife, e Rio Formoso, que fica a 88 quilômetros da capital pernambucana.

A Defesa Civil de Barreiros informou, nesta sexta-feira (26), que a chuva provocou 28 pequenos deslizamentos de barreiras. Por causa das precipitações, registradas nos últimos dois dias, 15 escolas da zona rural estão sem atividades desde quinta-feira (25). Ao todo, 250 estudantes foram afetados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim