Detentos ficam feridos em tumulto em penitenciária de segurança máxima no Grande Recife

Segundo o site http://g1.globo.com/pernambuco:

De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização de Pernambuco, a confusão aconteceu na noite de terça-feira (23), na Barreto Campelo, em Itamaracá.Penitenciária Barreto Campelo, Grande Recife (Foto: Kety Marinho/TV Globo)Dois presidiários ficaram feridos, na noite de terça-feira (23), na Penitenciária de Segurança Máxima Professor Barreto Campelo, em Itamaracá, no Grande Recife. A informação foi confirmada, por meio de nota, pela Secretaria Executiva de Ressocialização de Pernambuco (Seres).

A Seres informou, ainda, que houve uma confusão na unidade. Os presidiários feridos foram encaminhados para unidade de saúde da região.
Depois de controlar o problema na unidade, a Gerência de Operações e Segurança (GOS/Seres) realizou uma revista na penitenciária.

Outro caso

Na noite de segunda-feira (15), em um tumulto registrado no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros (Pjallb), no Complexo do Curado, na Zona Oeste do Recife. De acordo com informações repassadas pelo Hospital Otávio de Freitas (HOF), no Sancho, na mesma região, ele deu entrada na unidade de saúde às 21h07.
O presidiário, que não teve o nome divulgado, foi levado para o bloco cirúrgico. No início da manhã de terça-feira (16), estava na sala de recuperação. e não corria o risco de morrer. A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou que houve uma briga na unidade. O acusado pela agressão e a arma de fogo, que já foi localizada, foram encaminhados para delegacia para as providências legais cabíveis.

Armas

A circulação de revólveres e pistolas nos presídios do estado é uma das preocupações das autoridades do sistema carcerário de Pernambuco. De acordo com dados da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), nos quatro primeiros meses deste ano, foram apreendidas 22 armas de fogo.
Isso significa que entre janeiro e abril, os agentes recolheram três vezes mais armamentos do que no mesmo período do ano passado. Em 2016, em quatro meses, foram retiradas de circulação nas unidades seis revólveres e pistolas.
Em todo o ano passado, os agentes recolheram 50 armas de fogo. No ano passado, a seres in formou que foram encontradas 933 armas brancas, como facas e facões.
O secretário de Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, afirma que o governo investiga como essas armas entram nas cadeias em Pernambuco. Ele ressalta que as possibilidades são o arremesso sobre os muros ou entrada pela porta da frente, como os parentes, em dias de visita.
O titular d pasta nbão descarta a possibilidade de entrada de armas com a conivência de funcionários do sistema. Pedro Eurico informa que este ano, já foram afastados seis agentes penitenciários.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim